Técnico da Chapecoense quer uma equipe aguerrida para a estreia na Libertadores - Esporte - O Sol Diário
 

Mudança de foco29/01/2018 | 10h30Atualizada em 29/01/2018 | 10h30

Técnico da Chapecoense quer uma equipe aguerrida para a estreia na Libertadores

Verdão deixa o Catarinense de lado nesta semana e foca no jogo contra o Nacional na quarta-feira

Técnico da Chapecoense quer uma equipe aguerrida para a estreia na Libertadores Sirli Freitas/Chapecoense
Técnico Gilson Kleina espera que a Arena Condá esteja lotada na quarta-feira Foto: Sirli Freitas / Chapecoense
diario catarinense

Líder do Catarinense, invicta e ainda sem sofrer gols. A Chapecoense entra na semana de Pré-Libertadores com a moral lá em cima, com confiança para tentar um resultado positivo no primeiro jogo contra o Nacional, do Uruguai, às 21h45min de quarta-feira, na Arena Condá. Para o técnico Gilson Kleina, o foco agora passa a ser todo na estreia na maior competição de clubes da América.  

— A gente vai virar a chave para uma competição forte. Sabemos que os erros têm que ser muito pequenos para a gente levar uma vantagem lá para o Uruguai. A partir de hoje, a Libertadores entra definitivamente na mente de todos. A gente sabe que vai enfrentar uma equipe super tradicional, um time grande do Uruguai. Temos que deixar a Arena abarrotada na quarta-feira, fazer valer o mando de campo e ser inteligente. Se puder não levar gol e fazer um, vamos levar algum tipo de vantagem. Temos que ser uma equipe aguerrida e com equilíbrio emocional — frisa o treinador, que está invicto no comando da equipe. 

O treinamento da Chape nesta segunda-feira está marcado para as 20h, com os portões da Arena Condá fechados. Será o começo da preparação para o duelo contra o Nacional.   

Confira mais informações sobre a Chapecoense

Veja a tabela completa do Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca