Atrás de opção para o meio de campo, Chapecoense prioriza renovação de Canteros - Esporte - O Sol Diário
 

É o alvo20/02/2018 | 19h47Atualizada em 20/02/2018 | 20h13

Atrás de opção para o meio de campo, Chapecoense prioriza renovação de Canteros

Contrato de empréstimo do argentino termina em maio e clube tenta segurá-lo

Atrás de opção para o meio de campo, Chapecoense prioriza renovação de Canteros Sirli Freitas/Chapecoense
Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

A renovação com o volante Canteros, que tem contrato de empréstimo do Flamengo encerrando em maio, é a prioridade do momento na Chapecoense.  O clube até sondou outros jogadores para o meio mas principalmente como possível opção para a saída do volante. No clube a avaliação é que vale mais fazer um esforço financeiro para manter em alguém que já comprovadamente deu certo do que gastar um bom dinheiro em alguém que pode não se adaptar ao clube.

– Estamos apostando nossas fichas na manutenção do Canteros, esse seria nosso grande reforço no momento. Ele tem ótima relação com  todos, se adaptou ao time e à cidade. É um jogador especial, quer ficar, nós queremos, só temos que chegar num número – explicou o diretor de futebol, João Carlos "Maringá".

O problema está na questão financeira. Como o jogador tem vínculo com o Flamengo, que encerra em maio, boa parte do salário era bancado pelo clube carioca. A Chapecoense também não quer fazer loucura e pagar um salário muito acima dos demais, até para não criar constrangimentos no grupo.

Wellington Paulista, por exemplo, que tinha parte do salário bancado pelo Fluminense no ano passado, baixou seu salário praticamente pela metade para acertar. A direção da Chapecoense está tentando uma forma de não pagar um salário elevado, compensando o volante de alguma forma, com luvas ou alugando o passe dele. 

No domingo, Canteros voltou a jogar depois de um mês tratando a lesão no joelho direito e fez a cobrança de escanteio que resultou no gol de Fabrício Bruno, na vitória por  1 a 0 diante do Avaí.

Em relação às especulações sobre a volta de Luiz Antônio, Maringá disse que a Chapecoense queria sua permanência neste ano, mas o empresário do jogador disse que tinha outras propostas, que acabaram não vingando. Luiz Antônio manifestou o desejo de voltar e o departamento de futebol está avaliando, embora não tenha nenhuma proposta concreta de ambas as partes.

Já o retorno do meia Hyoran, que não está sendo aproveitado no Palmeiras, é considerado difícil no momento, embora a Chapecoense gostaria de contar com o jogador.

Maringá disse que essa situação do meio é a única em negociação e que a direção está muito satisfeita com o atual elenco. A meta agora é terminar o Catarinense na liderança e fazer a final na Arena Condá.
 

Confira a tabela do Estadual
Confira mais notícias sobre o
Campeonato Catarinense 2018


O Sol Diário
Busca