Autor do gol da Chapecoense profetizou sobre bola aérea - Esporte - O Sol Diário
 

Catarinense 201818/02/2018 | 19h50Atualizada em 18/02/2018 | 19h50

Autor do gol da Chapecoense profetizou sobre bola aérea

Fabrício Bruno disse que técnico Gilson Kleina havia falado sobre deficiência do Avaí

Autor do gol da Chapecoense profetizou sobre bola aérea Márcio Cunha./Especial
Fabrício Bruno ouviu o técnico Gilson Kleina sobre deficiência avaiana na bola aérea e fez o gol da vitória, de cabeça, após escanteio Foto: Márcio Cunha. / Especial



Já na saída do intervalo da partida entre Chapecoense e Avaí, quando a partida ainda estava 0 a 0, o zagueiro Fabrício Bruno alertou sobre a deficiência do adversário na bola área. Naquele momento o time avaiano contrariava a observação.

Mas, aos 32 minutos do segundo tempo, o zagueiro cumpriu a profecia. Canteros cobrou escanteio e a bola foi parar na cabeça de Fabrício Bruno, que mandou ela para o fundo da rede.

- Na semana de preparação o Gilson (Kleina) falou que a deficiência deles era a bola aérea. O gol foi de extrema importância pois coloca a gente numa situação boa, abre seis pontos do Avaí. Fico feliz em ajudar o grupo – disse o zagueiro.

O jogador disse que vinha sendo cobrando dos familiares e até do empresário para marcar um gol, pois não tinha marcado nenhum em 2018. A última vez tinha sido em agosto do ano passado, na vitória por 2 a 0 diante do Palmeiras, em São Paulo..

- No intervalo da partida eu disse no vestiário que já tinha tido duas chances e que na terceira não ia passar, só tenho a agradecer mas agora vamos ter outras batalhas – afirmou.

Confira a tabela do Estadual
Confira mais notícias sobre o
Campeonato Catarinense 2018


O Sol Diário
Busca