Avaí decide fora de casa na Copa do Brasil, e Claudinei reclama: "Acho injusto" - Esporte - O Sol Diário
 

Na bronca21/02/2018 | 17h56Atualizada em 21/02/2018 | 17h56

Avaí decide fora de casa na Copa do Brasil, e Claudinei reclama: "Acho injusto"

Treinador contesta regulamento, que prevê jogo único nas duas primeiras fases 

Avaí decide fora de casa na Copa do Brasil, e Claudinei reclama: "Acho injusto" Leo Munhoz/Diário Catarinense
Claudinei destaca preferência por confrontos de ida e volta Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

O Avaí volta a campo pela Copa do Brasil na noite desta quinta-feira, às 19h15min, contra o Juventude. Assim como aconteceu na primeira fase, quando eliminou o Ceilândia-DF (vitória por 3 a 2), o time será visitante. E o que irritou o técnico Claudinei Oliveira é a mudança no regulamento deste ano, que prevê as duas primeiras fases sendo disputadas em duelo único. A diferença é que na primeira etapa a equipe mais bem colocada no ranking da CBF disputa a partida como visitante e com vantagem do empate, enquanto que na fase atual a definição do mando é por sorteio e em caso de igualdade a vaga é decidida nos pênaltis.  

– Se fosse jogo único na Ressacada, o prejudicado seria o Juventude. Acho injusto desde a primeira fase. A Copa do Brasil sempre teve jogo de ida e volta. Dizem que obriga a equipe utilizar os titulares, mas na Europa os clubes mandam equipe toda reserva para as primeiras fases das copas. Não desmereço a Aparecidense, mas a competição está sem o Botafogo. Poderia estar sem Atlético-MG. Com dois jogos é mais fácil dar a lógica. Não vejo o apelo da CBF para este formato. Acho que quanto mais grandes equipes participam, mais valorizada é a competição. Aqui são duas da Série B e o ideal que fossem dois jogos para ser mais justo aos dois – disse o treinador.

O elenco do Avaí viajou na noite de terça-feira para Caxias do Sul, local do confronto. Nesta tarde, o treinador realizou treinamento no campo do Caxias, rival do Juventude. Claudinei Oliveira, aliás, garantiu que os jogadores estão prontos para a decisão nos pênaltis, se necessário, mas projeta um time buscando o jogo e a todo instante a vitória e, consequentemente, a classificação nos 90 minutos.

– Formato que não concordo, não acho justo ou correto. É o que temos para amanhã (quinta-feira). Vamos montar a melhor equipe possível para tentar a vitória no tempo normal e não correr risco de cobrar penalidades. Se tiver, já treinamos ontem (terça-feira) na Ressacada e estamos preparados. Sabemos da força do Juventude no Alfredo Jaconi, mas vamos tentar fazer grande jogo e vencer – falou Claudinei.

Além de um lugar na terceira fase, o Avaí também está de olho no valor de R$ 1,4 milhões. É isso que a CBF paga como premiação aos clubes que vão até esse estágio da competição. Claudinei reconheceu que a situação gera uma pressão ainda maior nos jogadores, principalmente ao Leão que conta no grupo com atletas oriundos das categorias de base.

– A premiação é muito importante ao Avaí e ao próprio Juventude, para as equipes de orçamento enxuto. Gera peso ao atleta, e nós com jogadores jovens é pior. Fica pesado o clima, no banco você sente a apreensão, por precisar do resultado pela verba da classificação. O ideal é que pudéssemos jogar mais tranquilos, embora fossemos em busca da vitória. Traz um componente a mais para os dois clubes. Vamos buscar, tirar a pressão do jovem e que os experientes assumam essa responsabilidade.

Se passar pelo Juventude, o Avaí terá o Fluminense na sequência da Copa do Brasil. A partir da terceira fase, os jogos passam a acontecer no sistema tradicional de ida e volta, porém, sem mais a vantagem do gol como visitante no critério de desempate.

Confira a tabela do Estadual.
Confira mais notícias sobre o
Campeonato Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca