Chapecoense usa rodízio para suportar maratona de jogos - Esporte - O Sol Diário
 

Libertadores03/02/2018 | 12h17Atualizada em 03/02/2018 | 12h33

Chapecoense usa rodízio para suportar maratona de jogos

Após o jogo em Tubarão, contra o Hercílio Luz, equipe viaja para enfrentar o Nacional-URU em Montevidéu

Chapecoense usa rodízio para suportar maratona de jogos Sirli Freitas/Chapecoense
Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

A Chapecoense está em ritmo de maratona de jogos. Neste domingo encara o Hercílio Luz, às 17h de domingo pelo Campeonato Catarinense 2018, e de Tubarão vai para  Montevidéu enfrentar o Nacional na segunda partida do confronto pela vaga na fase de grupos da Libertadores. A sequência ainda inclui partidas na sexta-feira e domingo posteriores e preocupa a comissão técnica. Tanto que o técnico Gilson Kleina aderiu ao rodízio de atletas no time titular.  

— A entrega dos atletas está sendo total, mas o rodízio é uma exigência, por não terem condições legais de atuarem em todas as partidas – pontuou Marcos Cézar, o Marquinhos, preparador físico.

É o que também sugere Kleina, que vai analisar no sábado quem tem condições de viajar para os próximos jogos do calendário verde e branco.

— Nem falo em poupar. Os que não forem é porque não reuniram condições. Vamos analisar quem pode, mas para a sequência de jogos teremos que usar praticamente todo o grupo. O importante é ter elenco, não cravar titularidade. Tem jogadores que não estrearam ainda e podem ser opção — apontou o técnico da Chape. 

Confira mais informações sobre a Chapecoense
Veja a tabela completa do
Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca