Chapecoense vence o Galo e mantém 100% em casa - Esporte - O Sol Diário
 

Embalou25/02/2018 | 19h01Atualizada em 25/02/2018 | 19h04

Chapecoense vence o Galo e mantém 100% em casa

Time de Gilson Kleina segue na perseguição ao Figueirense após os 3 a 0 na Arena Condá

Chapecoense vence o Galo e mantém 100% em casa Márcio Cunha/Especial
Foto: Márcio Cunha / Especial
DC Esportes
DC Esportes

A Chapecoense manteve os 100% em casa ao vencer o Concórdia por 3 a 0 na tarde deste domingo, na Arena Condá. São seis vitórias em seis jogos. Com o resultado o time do Oeste foi a 23 pontos na classificação geral e segue perseguindo o Figueirense, que venceu o Criciúma e tem um ponto a mais. Os dois times são favoritos à final.

Desde o início da partida os donos da casa tiveram o domínio. O time de Gilson Kleina insistiu nos cruzamentos para a área mas Fabrício Bruno, Wellington Paulista e Rafael Thyere erraram os cabeceios. Guilherme tentou com o pé, mas também não acertou o alvo. 

Quem acertou foi o volante Amaral. Aos 41 minutos, no oitavo escanteio para o time da casa, o volante aproveitou a boa cobrança de escanteio e mandou a bola para dentro do gol.

Coincidentemente o gol da vitória da Chapecoense contra o Concórdia no primeiro turno, também foi de Amaral. Ele que retornou de suspensão cumprida diante do Avaí.

Canteros, também voltou a ser titular contra o Concórdia, mesmo time contra quem se lesionou na estreia do Campeonato, fez bela cobrança.

O Concórdia foi pouco ao ataque no primeiro tempo mas teve boa chance de gol. Numa troca de passes Cleiton acertou a trave de Jandrei, quando o jogo ainda estava 0 a 0.

No início do segundo tempo o Galo do Oeste voltou com perigo. Vinícius Baiano driblou Fabrício Bruno e chutou no canto mas Jandrei fez boa defesa.

A Chapecoense ampliou aos 17 minutos quando, após cobrança de escanteio, a bola chegou até Guilherme que cruzou na área e encontrou Wellington Paulista. O atacante desviou do goleiro Carlão e comemorou o 2 a 0.

Arthur Caike quase ampliou numa finalização em que tirou a bola do goleiro mas ela saiu, próximo da trave.

Quem acertou foi Nadson, que entrou no segundo tempo e acabou fazendo o terceiro gol. Quem também entrou foi Nenén, no lugar de Canteros, chegando a 299 jogos com a camisa da Chapecoense.

Nesta segunda-feira a Chapecoense aguarda a chegada de mais um reforço. O volante Luiz Antônio, autor do gol do título na final do Catarinense do ano passado, contra o Avaí, já tem acerto verbal dom o Verdão.

Na próxima rodada o Concórdia recebe o Criciúma, no sábado, e a Chapecoense vai a Lages para enfrentar o Inter, no domingo.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE X CONCÓRDIA

CHAPECOENSE-3
Jandrei, Apodi, Fabrício Bruno, Rafael Thyere e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo e Canteros (Nenén); Arthur Caike (Nadson), Wellington Paulista e Guilherme (Bruno Silva). Técnico: Gilson Kleina.

CONCÓRDIA
Carlão, Zeca, Márcio,  Rafael Lacerda e Ramon; Lucas, Gelson, Andrei Alba (Romarinho) e Cleiton (Miguel); Vinícius Baiano e Elton Martins (Flávio). Técnico: Mauro Ovelha. 

GOLS: Amaral (CH), aos 41 minutos do primeiro tempo. Wellington Paulista (CH), aos 17 minutos e Nadson, aos 42 minutos do segundo tempo.

ARBITRAGEM: Célio Amorim, auxiliado por Neuza Inês Back e Clair Dapper.

CARTÕES AMARELOS: Cleiton e Rafael Lacerda (CO)
LOCAL: Arena Condá, em Chapecó.

PÚBLICO: 7.316

RENDA: R$ 117.220,00

Confira a tabela do Estadual
Confira mais notícias sobre o
Campeonato Catarinense 2018


O Sol Diário
Busca