Criciúma e Figueirense apostam em receitas diferentes para o clássico - Esporte - O Sol Diário
 

Estadual25/02/2018 | 07h08Atualizada em 25/02/2018 | 07h08

Criciúma e Figueirense apostam em receitas diferentes para o clássico

Tigre tem estreia de Argel, enquanto Furacão acumula 14 jogos de invencibilidade

Criciúma e Figueirense apostam em receitas diferentes para o clássico Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Criciúma x Figueirense na basta para justificar um jogo de peso. Porém, o encontro dos times às 17h deste domingo é envolto de componentes que fazem deste o grande duelo da 10ª rodada do Campeonato Catarinense 2018. O time do Heriberto Hülse, palco do confronto, vai ter a estreia do técnico Argel Fucks, que inicia sua terceira passagem no comando técnico da clube. Na outra metade de campo estará a equipe líder e invicto nesta temporada.

Pela terceira vez Argel Fucks desembarca no Heriberto Hülse para fazer com que os resultados reergam o clube carvoeiro. A primeira foi 2010, que culminou com o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro, e a segunda em 2013, ao assumir as rédeas da equipe na reta final da elite nacional e assegurar que o Tigre nela permanecesse. Desta vez é para tirar o time da situação mais incômoda dos últimos anos: frequentar a zona de rebaixamento do Estadual. Cinco anos depois, a missão se repete, assim como discurso do comandante. A palavra de ordem é união.

— É hora de dar as mãos. Ninguém consegue sozinho. Não sou o salvado. O Criciúma, com seu tamanho e sua história, não pode estar no momento que está no Campeonato Catarinense. Vamos fazer a recuperação o mais rápido possível — disse Argel em sua apresentação.

Enquanto a diretoria tricolor recebia propostas do técnico e alongava a interinidade do auxiliar Grizzo, responsável pelo time desde a saída de Lisca, os carvoeiros das arquibancadas falavam o nome de Argel. A esperança do clube é que a presença do treinador na área técnica mobilize o torcedor volte a marcar presença no Heriberto Hülse. O maior público nos quatro jogos da equipe em casa neste Catarinense foi de 2,8 mil, no empate sem gols com a Chapecoense.

— Não pode um time igual o Criciúma, com a história que tem, levar três mil pessoas ao estádio. Domingo temos um clássico, contra o líder do campeonato. Precisamos 10 mil pessoas no Heriberto Hülse, cantando e empurrando para o Criciúma voltar a ser o que é — enfatizou Argel.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 06-05-2016 - Treino do Inter no CT Parque Gigante. Técnico Argel. (FOTO: FERNANDO GOMES/AGÊNCIA RBS)
Argel retorna ao comando técnico do TigreFoto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Para tal, o treinador abriu o treino à torcida na véspera da partida e a diretoria anunciou promoção de ingressos, por R$ 20 em compra antecipada e gratuidade ao torcedor acompanhado de um sócio.

Às duras penas, com presença na zona de rebaixamento em seis das nove rodadas até agora, o Criciúma sentiu o quão complicado é esta edição do Campeonato Catarinense. O clube que entra anualmente na competição como candidato ao título desta vez luta para apenas seguir nela. Neste domingo as equipes voltam a se enfrentar no returno e, por conhecer os adversários, a esperança carvoeira é estar preparado e fortalecido a partir da chegada do novo treinador. A esperança se renova e que a nova fase, como novo treinador inicie sem demora.

— Temos um jogo importantíssimo que pode ser a nossa virada, contra o líder. Nosso objetivo não é ser campeão catarinense, nem chegar em segundo, não vamos iludir o torcedor. Nosso objetivo é sair o quanto antes da zona de rebaixamento e colocar o Criciúma em uma posição digna — antecipou o comandante tricolor.

RECEITA DO FIGUEIRA
Números que dão confiança. Ao vencer o Oeste na última quarta-feira, para conquistar a classificação à terceira fase da Copa do Brasil, o Figueirense de Milton Cruz alcançou uma façanha: 14 jogos sem derrota. Foram três partidas do fim da Série B do Campeonato Brasileiro do ano passado e mais 11 do Estadual e do torneio nacional. Nesta década, apenas a equipe de 2011, comandada por Jorginho, conseguiu tamanha sequência. No entanto, a campanha desta série tem nove vitórias, duas a mais que a passada. O elenco atual está desafiado a ultrapassar o desempenho do time de Nem, Maicon e companhia no segundo turno da Série A daquele ano.

— Fazer um bom resultado em Criciúma, fizemos um bom primeiro turno. Importante é continuar como estar. Importante é buscar a vitória contra o Criciúma — prega o zagueiro Cleberson.

Desde a sexta rodada o Figueirense virou o time a ser batido no Campeonato Catarinense. Foi quando assumiu a liderança, ao bater o Joinville e a Chapecoense escorregar diante do Hercílio Luz. O Alvinegro não perdoou a derrota do Verdão e seguiu como o único invicto da competição. Desde então defende a posição e está um ponto a frente do adversário.

— Time que está ganhando é assim, normal, todos que estão atrás do Figueirense, querem ganhar. Estamos fechados. Vamos manter os pés no chão, manter a liderança e fazer a final em casa — traça o defensor.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL 18/02/2018. Figueirense X Concórdia, se enfrentam no estádio Orlando Scarpelli, pela 9ª rodada do Campeonato Catarinense de Futebol 2018.Na foto André Luis , marca o primeiro gol do jogo.
André Luís, com seis gols, é um dos goleadores do EstadualFoto: Leo Munhoz / Diário Catarinense

O elenco do Figueira se pressiona para continuar na dianteira. Ainda que a segunda colocação garanta vaga na final do Estadual, os jogadores comandados pelo técnico Milton Cruz têm na cabeça que o Orlando Scarpelli será o palco da decisão em partida única. Para isso, é preciso seguir na liderança.

Os números da invencibilidade preta e branca na temporada são turbinados pelas duas vitórias da equipe nas duas primeiras fases da Copa do Brasil. Então, o torneio nacional também é combustível para a equipe no Campeonato Catarinense. O triunfo com gol nos acréscimos na última quarta-feira fortaleceu o elenco, porque é demonstrativo que a equipe tem capacidade de conseguir mudar resultados nos últimos instantes de bola rolando. Por outro lado, a competição pode mexer com o time no jogo deste domingo. Afinal, já neste meio de semana tem o primeiro duelo com o Atlético-MG pela terceira etapa. Porém, o Figueirense demonstra que absorve uma demanda de cada vez.  

— É pensando passo a passo, primeiro o Criciúma, jogo difícil, um clássico. Depois de domingo, voltamos as atenções ao Atlético-MG, um grande como em nós. Mas em casa temos que fazer o melhor, que é buscar a vitória — determinou Cleberson, herói do avanço alvinegro na Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA X FIGUEIRENSE

CRICIÚMA
Luiz; Carlos Eduardo, Sandro, Nino e Eltinho; Jean Mangabeira, Douglas Moreira, Wallacer e Elvis; João Paulo e Maílson. Técnico: Argel Fucks.

FIGUEIRENSE
Denis; Samuel, Henrique Trevisan, Cleberson e João Lucas; Pereira, Patrick, Renan Mota, Felipe Amorim e Ferrareis; André Luís. Técnico: Milton Cruz.

ARBITRAGEM: Rodrigo D'Alonso Ferreira, auxiliado por Helton Nunes e Eli Alves Sviderski.
DATA E HORA: domingo, 25, às 17h.
LOCAL: Heriberto Hülse, em Criciúma.

Confira a tabela do Estadual
Confira mais notícias sobre o
Campeonato Catarinense 2018

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAndré Santos reestreia com derrota pelo Figueirense em jogo dos Aspirantes https://t.co/WpTcJZp9pzhá 10 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMatheus Sales ganha sequência de jogos no Figueirense e avalia: "Estou melhorando" https://t.co/88GhUPP1nghá 12 horas Retweet
O Sol Diário
Busca