Criciúma e Hercílio Luz não saem do zero no fechamento do turno do Catarinense 2018 - Esporte - O Sol Diário
 

Estadual18/02/2018 | 21h20Atualizada em 18/02/2018 | 21h20

Criciúma e Hercílio Luz não saem do zero no fechamento do turno do Catarinense 2018

Equipes fizeram primeiro tempo de poucas chances e etapa complementar com oportunidades desperdiçadas no 0 a 0

Criciúma e Hercílio Luz não saem do zero no fechamento do turno do Catarinense 2018 Guilherme Hahn/Especial
Foto: Guilherme Hahn / Especial
DC Esportes
DC Esportes

Jogo enrolado no primeiro tempo, de chances desperdiçadas no segundo e que mereceu o placar intocado. Hercílio Luz e Criciúma não saíram do zero no fechamento da nona rodada do Campeonato Catarinense 2018. O duelo no Anibal Costa, na noite deste domingo, foi de etapa inicial sem uma finalização no alvo e de um festival de chances desperdiçadas nos outros 45 minutos — principalmente dos mandantes. As equipes fizeram jus à posição na tabela: o Leão do Sul em sétimo, com 10 pontos, um a mais que o Tigre, ainda na zona de rebaixamento. 

Pela próxima rodada do Campeonato Catarinense, os dois times jogam às 17h de domingo. O Carvoeiro vai encarar o Figueirense no Heriberto Hülse, enquanto o Leão do Sul enfrenta o arquirrival Tubarão, no Domingos Gonzales. Antes, o Criciúma tem compromisso pela segunda fase da Copa do Brasil.  Também em casa, recebe o Cianorte em duelo marcado para as 20h30min de quarta-feira. 

Veja como foi o Minuto a Minuto da partida

Não fosse um tranco de Martins na saída de gol para corta um cruzamento de bola parada e atropelar Andrew a ponto de deixar o lateral e atacante do Tigre sem condições de prosseguir no jogo, os primeiros 30 minutos poderiam ser disputados sem os goleiros. Hercílio Luz e Criciúma pouco finalizaram e não acertaram a moldura ao longo de toda a etapa inicial. Houve um arremate ou outro que causou algum perigo, como a testada de Kalil que tocou no terreno antes de ir sobre o travessão, aos 32, e outro ainda mais claro com Sandro, que botou pelo lado de fora aos 43.. Porém, não teve algum que tenha ao menos ido no caminho da rede. 

O Hercílio Luz voltou mais ofensivo, mas a boa chance do começo do segundo tempo foi do Criciúma. Aos oito, a bola sobrou para o volante Barreto, depois de arremate de Kalil. Ele encheu o pé, cruzado, e foi para fora. O lance ergueu o Tigre na partida. A abertura do placar quase ocorreu aos 15. Foi quando Kalil cabeceou certeiro e o zagueiro Rafael Cardoso conseguiu evitar que a bola cruzasse a linha e encontrasse a rede. 

Os donos da casa perderam a grande e clara chance de resolver a partida aos 20 minutos. Tiago Pará recebeu na pequena área e chutou com força, aos 20. Luiz fez um mlagre e a bola voltou em Thiago Henrique. O substituto de Lima, que cedeu lugar minutos antes, errou ao tentar completar. A bola ainda tocou na trave e nele antes de sair. Três minutos depois, Pará cruzou para ele apenas completar, sozinho ante o arqueiro do Tigre. E ele errou a finalização outra vez. Thiago Henrique, de novo, perdeu chance aos 26. Ele aproveitou vacilo de Nino, avançou e o tiro cruzado, queimando a grama, foi para fora. Os mandantes ainda tiveram outras finalizações, mas não foram tão claras - e perdidas - quanto as anteriores. O 0 a 0 foi do começo ao fim e os times seguem na parte baixa e na briga contra o rebaixamento. 

FICHA TÉCNICA 

HERCÍLIO LUZ
Martins; Mota, Rafael Cardoso, Sílvio Gomes e Gilton; Marrone, Leandro Melo, Matheuzinho (Moisés) e Bruninho; Tiago Pará (Lucão) e Lima (Thiago Henrique). Técnico: Luiz Carlos Cruz.
CRICIÚMA
Luiz; Andrew (Christian), Sandro, Nino e Eltinho (Matheus); Barreto, Douglas Moreira, Wallacer e Elvis; Luiz Fernando (Eduardo De Biasi) e Kalil. Técnico: Grizzo (interino)

CARTÕES AMARELOS: Douglas Moreira (C). 

ARBITRAGEM: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Kleber Lúcio Gil e Alex dos Santos.
BORDERÔ: 1.680 torcedores (total) para uma renda de R$ 40.620,00
LOCAL: Anibal Costa, em Tubarão.

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca