Milton Cruz alerta o Figueirense sobre os pontos fortes do Atlético-MG - Esporte - O Sol Diário
 

Olho aberto27/02/2018 | 16h47Atualizada em 27/02/2018 | 16h47

Milton Cruz alerta o Figueirense sobre os pontos fortes do Atlético-MG

Treinador cita estudo ao adversário do Furacão pela terceira fase da Copa do Brasil

Milton Cruz alerta o Figueirense sobre os pontos fortes do Atlético-MG Luiz Henrique / Figueirense / Divulgação/Figueirense / Divulgação
Milton Cruz quer alcançar o 16º jogo seguido de invencibilidade no Furacão Foto: Luiz Henrique / Figueirense / Divulgação / Figueirense / Divulgação
DC Esportes
DC Esportes

Invicto na temporada e sem perder há 15 jogos, o Figueirense se volta mais uma vez para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, às 21h45min, o time encara o Atlético-MG, pela terceira fase. Mesmo jogando em casa, no Orlando Scarpelli, o técnico Milton Cruz alertou o elenco sobre os pontos fortes do adversário, integrante da elite nacional e que, por isso, promete dar mais trabalho que Treze-PB, rival na primeira fase, e Oeste, eliminado na etapa anterior.

– Temos de estudar bem o adversário, estamos analisando e vendo a equipe que é capaz de entrar jogando para tentar neutralizar pontos fortes deles. O Atlético-MG requer cuidado, tem goleiro de seleção, um zagueiro que sempre faz gol, o Leonardo Silva, um centroavante que já jogou comigo no São Paulo, o Ricardo Oliveira, um meio muito rápido. É um time que joga e deixa jogar. Esses jogos são gostosos de jogar e o Brasil vai observar nossa equipe – falou Milton Cruz.

O treinador terá novamente o atacante Jorge Henrique à disposição. Desde que voltou a ser relacionado, na semana passada contra o Oeste, ele começou como opção no banco de reservas. Agora, Milton Cruz avalia a possibilidade de contar com o experiente atleta desde o início do confronto.

– No jogo contra o Criciúma eu coloquei ele (Jorge Henrique) mais um pouco para ir se readaptando. Ontem (segunda-feira) treinou mais, vou conversar com ele para ver como está. É um jogador que dá feedback positivo. Vamos conversar e não vamos nos precipitar. A vontade é usar ele desde o início. Mas se for prejudicial para equipe, vamos deixar ele para o decorrer do jogo – destacou o treinador.

Independente de quem atuar, Milton Cruz projeta manter a boa fase no comando do Figueirense. Para o treinador, a cumplicidade entre diretoria, elenco e comissão técnica é um diferencial positivo para o clube. E, tudo isso, de acordo com o comandante, se conquista na base de uma boa conversa.

– Sou aberto ao diálogo, nunca mudei minha maneira de ser, como profissional. Tento aprender também. Trabalhei com o Zico no Japão. Ele chegou lá e disse que estava aprendendo muita coisa. Ele com 38 anos e aprendendo... Sempre procuro aprender, ler, ver jogos. Isso que me faz assim. Leio bastante. Tive relacionamento com Guardiola, por 10 dias, no PSG com o Blanc, com o Zidane. São coisas que você vai vendo. Estive com o Simeone e outros treinadores, e no Brasil mesmo, com treinadores do São Paulo. Isso dá bagagem para trabalhar e me leva a forma de tratar o jogador, olhando no olho dele, falando a verdade. Essa é a minha forma de trabalhar, trato a todos da mesma maneira. Para mim as coisas são simples e sinceras. Por isso temos esse sucesso, com ajuda da diretoria, com a união do grupo e a entrega dele. Fora de campo o outro torce para quem está jogando – completou.

O duelo de volta entre Galo e Furacão será no dia 14 de março, às 21h45min, no Independência, em Belo Horizonte. Diferente dos anos anteriores, o gol marcado como visitante não servirá mais como critério de desempate. Em caso de igualdade na soma dos placares dos dois jogos, a decisão da vaga vai para a disputa de pênaltis.

Confira a tabela do Estadual
Confira mais notícias sobre o
Campeonato Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca