Milton Cruz cobra Figueirense atento aos contra-ataques do Oeste: "São rápidos" - Esporte - O Sol Diário
 

Copa do Brasil20/02/2018 | 17h10Atualizada em 20/02/2018 | 17h16

Milton Cruz cobra Figueirense atento aos contra-ataques do Oeste: "São rápidos"

Invicto na temporada, Furacão volta a campo nesta quarta-feira em disputa nacional

Milton Cruz cobra Figueirense atento aos contra-ataques do Oeste: "São rápidos" Luiz Henrique/Figueirense FC
Milton Cruz espera Furacão se impondo dentro do Orlando Scarpelli Foto: Luiz Henrique / Figueirense FC
DC Esportes
DC Esportes

Atacar, mas também se preocupar em ser contra-atacado. Esse é o discurso do técnico Milton Cruz visando o duelo do Figueirense contra o Oeste, nesta quarta-feira, às 20h30min, pela segunda fase da Copa do Brasil. Por se tratar de um confronto único e esse ser no Orlando Scarpelli, o treinador quer o Furacão impondo o ritmo, mas ciente que a principal arma do adversário é a velocidade no setor ofensivo. 

– O Oeste é um time que já vi a Série A2 deste ano. Não mudou o sistema de jogo em relação a 2017. Atua com dois ou três velocistas no ataque. É um time que joga no contra-ataque e tem jogadores de qualidade. Temos informações boas para que possamos encaixar. Temos que ter cuidado com a velocidade do Oeste e ficar espertos quando estivermos atacando, pois o contra-golpe deles é rápido – disse o treinador.

Sob o comando de Milton Cruz, os times se enfrentaram pela Série B de 2017. No início de novembro, na Arena Barueri, o Figueirense abriu o placar com André Luís, mas sofreu o empate após gol de Mazinho. O treinador do Figueirense sabe da importância do bom resultado em casa para manter o bom início de temporada pelos lados do Orlando Scarpelli.

– O que importa para nós é montar um time forte, estudar o adversário e representar bem o Figueirense. No ano passado o clube foi eliminado na primeira rodada. E agora já conseguimos a classificação contra o Treze. No ano passado, pela Série B, estávamos vencendo por 1 a 0 e sofremos o empate. Eles têm um treinador que conhece bem o futebol catarinense. Temos que estar concentrados – falou Milton Cruz. 

O atual formato da Copa do Brasil, aliás, é algo que não agrada o treinador. Na primeira e segunda fase, são apenas um jogo. Na primeira, o time visitante tem a vantagem do empate para se classificar. Na segunda, em caso de igualdade a disputa da vaga vai para a cobrança de pênaltis. Milton Cruz entende que, por isso, é preciso foco e atenção total para garantir a manutenção na competição nacional.

– Não é legal. O ideal seriam dois jogos. Se o time tropeça no primeiro, é possível buscar o resultado no segundo. Mas como foi diante do Treze, o time entrou focado, ciente das dificuldades e superamos. Se entrarmos focados, vamos ter grandes chances. Se for como tem sido no Estadual, temos chances. Nos jogos que tivemos dificuldades para vencer, a gente se impôs. Temos que nos impor em casa. Acho que esse time é unido, focado e quem entra dá a resposta que precisamos. Até por isso confiamos muito no grupo – completou.

Caso se classifique, o Figueirense garante mais R$ 1,4 milhão aos cofres. Esse é o valor da premiação paga pela CBF para os times que chegam à terceira fase. Se isso ocorrer, o Furacão vai enfrentar o vencedor de Botafogo-PB x Atlético-MG, que duelam nesta quarta-feira, no Almeidão, em João Pessoa.

Confira a tabela do Estadual
Confira mais notícias sobre o
Campeonato Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca