Milton justifica nova mudança em massa no Figueirense: "Tenho um grupo e confio" - Esporte - O Sol Diário
 

Nos planos01/02/2018 | 09h26Atualizada em 01/02/2018 | 09h26

Milton justifica nova mudança em massa no Figueirense: "Tenho um grupo e confio"

Contra o Treze, treinador fez cinco trocas em relação ao empate contra o Avaí

Milton justifica nova mudança em massa no Figueirense: "Tenho um grupo e confio" Luiz Henrique / Figueirense / Divulgação/Figueirense / Divulgação
Milton Cruz aponta que rodízio vai ser praxe no Figueirense em 2018 Foto: Luiz Henrique / Figueirense / Divulgação / Figueirense / Divulgação
DC Esportes
DC Esportes

O Figueirense teve cinco novidades no time titular para enfrentar o Treze-PB, quarta-feira, pela Copa do Brasil. Mesmo assim, Furacão venceu, por 2 a 0, e garantiu classificação para a segunda fase. Depois do confronto, em Campina Grande, o técnico Milton Cruz justificou o motivo de tantas trocas, já que essa não foi a primeira vez que ele promoveu mudanças em massa de um jogo para outro na atual temporada. 

– Pensando no estado do campo e desgaste. Sempre falei que tenho um grupo e confio. Temos jogadores de qualidade e dentro disso consigo fazer variações táticas. Estou feliz. o Figueirense merecia essa classificação. Quero dedicar essa vitória a todos que se empenharam ao máximo nesse campo ruim – disse Milton Cruz.

Apesar da classificação, o treinador reconheceu que é preciso seguir com o planejamento para melhorar ainda mais. Milton ainda destacou que será preciso o torcedor se acostumar com essa metodologia de rodízio e citou o atual técnico do México, Juan Carlos Osório, com quem trabalhou no São Paulo.

– Temos muito que melhorar ainda. A gente tem uma semana para trabalhar. E por isso estamos fazendo o rodízio e ciente de que teremos um jogo difícil. O torcedor tem que acostumar, pois temos jogadores com características semelhantes. Convivi com o Osório, que fazia isso no São Paulo e recebia críticas da torcida e da diretoria. Não faço isso por ser bom para mim, mas por ser bom para o Figueirense – completou.

Com a vaga, o Figueirense espera o vencedor de Brasiliense e Oeste para saber quem enfrenta na segunda fase. Antes disso, o time volta a campo no domingo, às 17h, diante do Joinville, no Orlando Scarpelli, pela sexta rodada do Campeonato Catarinense.

O Sol Diário
Busca