Avaí vence outra vez o Fluminense e está na quarta fase da Copa do Brasil - Esporte - O Sol Diário
 

Urra, Leão!15/03/2018 | 23h26Atualizada em 15/03/2018 | 23h42

Avaí vence outra vez o Fluminense e está na quarta fase da Copa do Brasil

Leão ganha por 1 a 0 com gol de Lourenço e é o único time de Santa Catarina no torneio nacional

Avaí vence outra vez o Fluminense e está na quarta fase da Copa do Brasil Leo Munhoz/Diário Catarinense
Avaí faz 3 a 1 sobre o Fluminense no agregado e está na quarta fase da Copa do Brasil Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Passou! O Avaí está na quarta fase da Copa do Brasil graças a segunda vitória no confronto com o Fluminense. Depois de vencer por 2 a 1 no Rio de Janeiro, o Leão aplicou 1 a 0 na noite de quinta-feira, na Ressacada, para ser o único time de Santa Catarina no torneio nacional nesta fase - a Chapecoense entra na disputa a partir das oitavas de final. Como no jogo de ida, os azurras foram precisos e levaram a melhor no duelo. O gol que fez a alegria da maior parte dos 8.296 presentes foi de Lourenço – e todos os tentos da equipe na competição até agora foram de atletas formados no clube.

O Avaí vai conhecer o adversário na segunda-feira, quando a CBF vai sortear os confrontos da quarta fase, prevista para iniciar na primeira quinzena de abril. Pelos estaduais, o Leão vai a Concórdia encarar os donos da casa às 19h de domingo. No mesmo dia, mas às 16h, o Flu enfrenta a Cabofriense, em Bacaxá.  

MINUTO A MINUTO: Veja como foi a partida entre Leão e Tricolor!

O jogo
Da maioria dos 8.296 das arquibancadas o Leão ganhou suporte. A torcida vaiava a posse tricolor e aplaudia os bons passes da equipe da casa. O Fluminense precisava vencer, mas esbarrava na marcação azurra, segura. O Avaí ia na boa, e quase chegou no fundo da rede depois de roubo de bola de Getúlio seguido de passe de Moritz para o próprio Getúlio, que avançou. Ele foi travado pelo gaúcho Ibañez na hora do arremate, aos 15. O Flu forçava a jogada pelo lado direito de ataque, mas a defesa seguia bem. Foi então que os azurras conseguiram outra escapada. Guga cruzou e Romulo tentou de bicicleta, bloqueada. A redonda sobrou para Luanzinho que fez a mesma finalização. O goleiro Júlio César rebateu ao evitar a abertura do placar aos 27.

O primeiro tempo era de mais finalizações do Fluminense, mas o Avaí levava mais perigo. Até os 33, na primeira descida dos cariocas pela esquerda. Ayrton Lucas avançou e tocou para Pedro. Só não foi dentro porque Aranha conseguiu resvalar na bola. A trave completou o serviço. A etapa inicial ainda teve uma paulada em batida de falta frontal de João Paulo. Passou zunindo o poste esquerdo tricolor. Na volta do intervalo, o Flu voltou adiantado e forçava jogadas pelas laterais.

Por isso, o técnico Claudinei Oliveira colocou Maurinho na vaga de Luanzinho, para que o atacante ajudasse na marcação pelas beiradas, como fazia Romulo na outra ponta. Pouco antes da alteração processada, aos nove, o Avaí quase abriu o placar. Em bola rebatida ficou para André Moritz na frente da área. Ele mandou bala, a bola desviou e Júlio César ainda conseguiu desviar a trajetória que terminava na rede. Os azurras sofreriam por alguns instantes a partir do 17º minuto. Foi quando a arbitragem apontou impedimento em esticada para Getúlio sair na cara do goleiro – a posição era legal. O centroavante do Leão deu bico na bola e foi advertido com o segundo cartão amarelo: expulso.  

O Avaí não precisou segurar o 2 a 1 no jogo de ida, no Rio de Janeiro, por muito tempo. Aos 29, a quantidade de atletas de cada equipe ficou igualada quando Dudu – seis minutos depois de entrar em campo – recebeu cartão vermelho direto por entrada violenta. A torcida retomou a confiança e explodiu de alegria aos 32. Foi quando o Leão fez o gol do jogo. João Paulo cruzou e encontrou Lourenço, que havia entrada em campo pouco antes. Ele acertou a cabeçada e a bola encontrou a rede. Enquanto esperava o apito final que confirmaria a classificação, os azurras ainda viram Romulo acertar tiro de fora da área acertar a trave. 

FICHA TÉCNICA

AVAÍ - 1
Aranha; Guga, Alemão, Betão e João Paulo; Judson, Luan (Menezes) e André Moritz (Lourenço); Romulo, Luanzinho (Maurinho) e Getúlio. Técnico: Claudinei Oliveira.

FLUMINENSE - 0
Júlio César; Reginaldo, Gum e Ibañez (Matheus Alessandro); Gilberto, Richard (Dudu), Jadson e Aytron Lucas; Sornoza, Marcos Júnior (Robinho) e Pedro. Técnico: Abel Braga.

GOL: Lourenço (A), aos 32 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS:
Judson e João Paulo (A). Ibañez e Sornoza (F).
CARTÕES VERMELHOS:
Getúlio (A). Dudu (F).
BORDERÔ:
8.296 torcedores / Renda de R$ 212.134,00.
ARBITRAGEM:
Vinícius Gonçalves Dias Araújo, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (trio de SP).
LOCAL: Ressacada, em Florianópolis.

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca