Criciúma vence o Joinville, encerra jejum e disputa o terceiro lugar - Esporte - O Sol Diário
 

Estadual29/03/2018 | 22h27Atualizada em 29/03/2018 | 22h28

Criciúma vence o Joinville, encerra jejum e disputa o terceiro lugar

Zé Carlos marca o único gol na partida desta quinta-feira na Arena Joinville

Criciúma vence o Joinville, encerra jejum e disputa o terceiro lugar Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

O Joinville dependia apenas de si para garantir a terceira colocação e assegurar uma vaga antecipada na Copa do Brasil de 2019. No entanto, o Criciúma estragou os planos do JEC e, em plena Arena Joinville, venceu por 1 a 0 e mostrou mais vez a sua força desde a chegada de Argel Fucks.

O gol do confronto foi marcado pelo artilheiro Zé Carlos, aos 37 minutos do primeiro. Com o resultado, o Criciúma diminui a vantagem do próprio Joinville e segue vivo na busca da terceira posição. O Tricolor do Norte segue em terceiro, com 24 pontos, mas agora também é perseguido pelo Tricolor do Sul, sexto com 23 pontos. O resultado ainda quebrou um jejum: desde 2007 (16 partidas), o Tigre bão batia o Coelho na Arena.

Na última rodada, o Joinville visita o Tubarão, domingo, em Tubarão. Já o Criciúma joga em casa contra o Hercílio, na mesma data e horário.

O Joinville criou mais no primeiro tempo. Com boas trocas de passes, o Tricolor do Norte conseguia envolver a defesa do Criciúma e trazia problemas para o goleiro Vinicius. Mas foram a partir de cruzamentos na área que o JEC deu os primeiros sustos. Aos 13, em cobrança de escanteio de Elias, Alisson mandou de cabeça por cima do gol.

No minuto seguinte, um lance mágico. Após o cruzamento de Alisson, Madson deu lindo drible em Natan e mandou de primeira na trave esquerda de Vinicius. O Joinville voltou a ameaçar aos 22, quando Kadu arriscou de fora da área e exigiu boa defesa de Vinicius.

VEJA COMO FOI O JOGO NO MINUTO A MINUTO DO DIÁRIO CATARINENSE!

A reação do Criciúma veio com o artilheiro Zé Carlos. Aos 26, Marlon cobrou falta na área e o camisa 9 cabeceou livre na segunda trave. Para a sorte do JEC, Emerson estava ligado e evitou o gol. No entanto, aos 37, em jogada semelhante, João Paulo cruzou, Zé Carlos voltou a aparecer na segunda trave. Na primeira cabeçada, Emerson salvou, mas no rebote o artilheiro empurrou para a rede e abriu o placar na Arena Joinville.

Em desvantagem, os donos da casa se lançaram ao ataque na segunda etapa. O técnico Matheus Costa ousou e sacou Alisson para lançar Breno na lateral direita. Antes dos 15 minutos, sacou o volante Renan Teixeira para colocar Murilo Rangel no jogo.

Apesar da investida, foi o Tigre que deu o primeiro susto na volta do intervalo. Em mais uma bola aérea, Zé Carlos antecipou Emerson e quase marcou o segundo. O Joinville respondeu com Madson que, em outra bela jogada individual, passou por dois zagueiros, tocou por cima de Vinicius, mas viu Marlon evitar o gol.

A partir desta oportunidade, o volume de jogo do JEC cresceu. O Tricolor encurralou o Criciúma no campo de defesa, se expôs, mas não conseguia definir as jogadas. Penando justamente nesta definição, o técnico Matheus Costa lançou o centroavante Marlyson aos 30 minutos. Ainda assim, o Joinville continuava com dificuldades.

No fim do jogo, o time de Argel Fucks ainda desperdiçou grande chance de definir o placar com Lucas Coelho, aos 41 minutos. Com o JEC aberto, ele chegou a ficar cara a cara com Emerson, mas desperdiçou. Para a sorte do Tigre, o gol não fez falta e o placar de 1 a 0 foi confirmado.

FICHA TÉCNICA

JOINVILLE - 0
Emerson; Alisson (Breno), Bruno Aguiar, Lazio e Alex Ruan; Renan Teixeira (Murilo Rangel), Elias (Marlyson), Eduardo Person, Kadu e Madson; Rafael Grampola. Técnico: Matheus Costa.

CRICIÚMA - 1
Vinicius; Natan, Nino, Fábio Ferreira e Marlon; Jean Mangabeira, Douglas Moreira, João Paulo, Elvis (Alex Maranhão) e Mailson (Caio); Zé Carlos (Lucas Coelho). Técnico: Argel Fucks.

GOL: Zé Carlos (C), aos 37 minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS: Alisson e Lazio (J). Natan, Jean Mangabeira, Douglas Moreira, Elvis, Alex Maranhão e Mailson (C).
BORDERÔ: Público de 1.366 pessoas para renda de R$ 23.210,00.
ARBITRAGEM: Richard Werner Floter auxiliado por Johnny Barros de Oliveira e Henrique Neu Ribeiro.
LOCAL: Arena Joinville.

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCriciúma encaminha contratações e "flerta" com Renan Bressan https://t.co/iLcQ4frQSvhá 9 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTropeços na Ressacada alertam Geninho: "O torcedor do Avaí é exigente"  https://t.co/ttyAdDIS5Jhá 9 horas Retweet
O Sol Diário
Busca