Satisfeito, Milton vai priorizar recuperação de atletas do Figueirense para a final - Esporte - O Sol Diário
 

Catarinense26/03/2018 | 07h40Atualizada em 26/03/2018 | 07h40

Satisfeito, Milton vai priorizar recuperação de atletas do Figueirense para a final

Equipe tem dois jogos, ambos no Oeste, e mando de jogo ainda não está definido

Satisfeito, Milton vai priorizar recuperação de atletas do Figueirense para a final Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

O Figueirense se garantiu na final do Catarinense 2018 ao vencer o Hercílio Luz na tarde de domingo e ainda tem dois jogos da primeira fase do campeonato. O Furacão vai encarar a Chapecoense na decisão em partida única e precisa tirar a vantagem de quatro pontos do Verdão para conseguir fazer o último duelo no Orlando Scarpelli. Porém, o técnico Milton Cruz indicou que durante os compromissos que tem pela frente pretende seguir outro caminho: utilizar atletas que atuaram pouco, visando recuperar jogadores para o dia 8 de abril.

Além do desgaste físico de quem tem atuado, há peças importantes no DM, como o zagueiro Cleberson, o volante Betinho e os meia-atacantes Maikon Leite e Felipe Amorim.

— Vamos recuperar nossos jogadores. No Brasil, o calendário com a Copa prejudicou o trabalho de muitas equipes, mesmo com rodízio e revezamento. É o desgaste que o futebol provoca, com viagens sobre viagens e os treinamentos. O calendário é horrível. Não tivemos uma semana para recuperar jogadores. Mas temos grandes profissionais na área médica e física, capacitados para recuperar os machucados para possamos contar com todo mundo na final. Espero poder contar com todo mundo, jogadores que possam nos ajudar. Se liberar, levo todo mundo — disse o treinador alvinegro.

O Figueirense tem dois jogos pela frente ainda, ambos no Oeste. Às 21h45min de quarta-feira, encara a própria Chapecoense, na Arena Condá, e no domingo vai enfrentar o Concórdia. Mesmo que tenha chance, embora difícil, de ser mandante da final, Milton Cruz demonstrou estar satisfeito com o cenário atual, de jogar a decisão em Chapecó. O comandante descreveu a felicidade de ser finalista do Campeonato Catarinense 2018.

— Já disputei várias finais, mas é emoção grande dentro de um campeonato como é o Catarinense, estar na final. Quando vim, sabia que é um dos mais difíceis e tem mostrado isso. Você montar um grupo de uma hora para outra e, depois de uma curta pré-temporada, disputar contra a final contra a Chapecoense, com méritos e a maior folha salarial, é um orgulho. Mostra o trabalho e estou muito feliz, pelo que tenho feito, pela cidade, pelo carinho que tenho recebido, pelo reconhecimento. É satisfatório e me deixa orgulhoso — falou Milton.

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca