Chapecoense monta retranca e segura o Palmeiras fora de casa - Esporte - O Sol Diário
 

Brasileirão29/04/2018 | 18h08Atualizada em 29/04/2018 | 18h08

Chapecoense monta retranca e segura o Palmeiras fora de casa

Duas equipes se enfrentaram na Allianz Parque, em São Paulo, na tarde deste domingo

Chapecoense monta retranca e segura o Palmeiras fora de casa ALAN MORICI/FRAMEPHOTO
Time catarinense conseguiu controlar a força ofensiva do time paulista Foto: ALAN MORICI / FRAMEPHOTO
Diário Catarinense
Diário Catarinense

A Chapecoense apostou em uma postura defensiva e conseguiu segurar a forte equipe do Palmeiras em jogo válido pela 3ª rodada da Série A na tarde deste domingo no Allianz Parque, em São Paulo (SP). O jogo terminou 0 a 0 e deu para o Verdão do Oeste o segundo ponto do time na competição. Com o resultado, a Chape sai momentaneamente da zona de rebaixamento. Vitória e Cruzeiro ainda jogam na rodada e podem empurrar novamente os catarinenses para a zona da degola.

Diante da força ofensiva do Palmeiras, o técnico Gilson Kleina optou por apostar na retranca. E a estratégia deu certo, além de contar com uma bela atuação do goleiro Jandrei. No primeiro tempo, os paulistas tiveram pelo menos três oportunidades reais de marcar. Em uma delas Jandrei salvou o time num chute cara a cara de Dudu. Logo depois, o atacante Borja errou o alvo quando o goleiro da Chape estava fora do lance. O colombiano chegou a fazer um gol depois de bola enfiada por Moisés, mas ele estava impedido.

A equipe catarinense também teve chances de marcar. Amaral cabeceou firme por cima do gol após uma falta cobrada na intermediária. Mas a intenção da Chape era clara: segurar o Palmeiras e jogar no contra-ataque sem se expor. Por isso o jogo foi bastante pegado e teve muitas faltas. Ao todo, foram 10 cartões amarelos, sendo seis para o time catarinense.

No segundo tempo, até os 30 minutos, o jogo praticamente não andou. O Palmeiras tentava jogar, mas esbarrava na retranca adversária. Com a proximidade do fim da partida, os paulistas aumentaram o números de tentativas e em quatro chances quase marcaram. Na última delas, o zagueiro Antônio Carlos marcou, mas o assistente assinalou incorretamente um impedimento.

Na saída de campo, o goleiro Jandrei valorizou o ponto conquistado fora de casa. Segundo ele, o resultado motiva a equipe para o confronto com o Atlético (MG), pela Copa do Brasil, no meio da semana. No Brasileirão, o Verdão do oeste volta a campo no dia 7 de maio, segunda-feira, às 20h, contra o lanterna Paraná em casa. Já o Palmeiras enfrenta o Atlético (PR), fora de casa, no domingo, às 16h.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras 0
Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Moisés, Lucas Lima (Willian) e Keno; Borja (Deyverson) e Dudu. Téc.: Roger Machado.

Chapecoense 0
Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos, Márcio Araújo e Canteros (Luiz Octávio); Arthur (Guilherme) e Wellington Paulista (Leandro Pereira). Téc.: Gilson Kleina.

Gols:
Amarelos:
Wellington Paulista (C), Rafael Thyere (C), Arthur (C), Bruno Pacheco (C), Amaral (C), Elicarlos (P), Diogo Barbosa (P), Dudu (P), Borja (P) e Deyverson (P).
Público: 30.671. Renda: R$ 1.749.825,94.
Arbitragem: Igor Junio Benevenuto (MG), auxiliado por Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG).
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP).

Veja a tabela completa da Série A do Brasileiro
Leia mais notícias sobre a
Chapecoense no DC

O Sol Diário
Busca