Jorge Henrique comanda a vitória do Figueirense em cima do Goiás - Esporte - O Sol Diário
 

Série B21/04/2018 | 18h25Atualizada em 21/04/2018 | 18h37

Jorge Henrique comanda a vitória do Figueirense em cima do Goiás

Capitão alvinegro fez um gol e deu a assistência para o segundo tento alvinegro

Jorge Henrique comanda a vitória do Figueirense em cima do Goiás Carlos Costa//FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Jorge Henrique saiu para o abraço após guardar a bola na rede Foto: Carlos Costa / /FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Jorge Henrique foi o destaque na vitória do Figueirense por 2 a 0 em cima do Goiás, neste sábado, no Estádio Serra Dourada, pela 2ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Triunfo que carimba o Furacão na liderança da competição, por conta dos critérios de desempate, com 100% de aproveitamento em dois jogos.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018

Capitão do time de Milton Cruz, Jorge Henrique foi o responsável pelo primeiro gol da partida, aos 18 minutos de jogo, e deu a assistência para o segundo, que contou com uma cabeçada traiçoeira de Madison contra o próprio gol aos dois minutos da etapa final.

— Estou sempre atento na partida. Uma hora poderiam sair errado e procuro acreditar em todas as bolas.  Trabalhamos para pressionar e fizemos bem neste jogo. Acho que o time está de parabéns pelo que tem feito até aqui na competição — disse Jorge Henrique.

Próxima rodada

O Figueirense vai receber o Boa Esporte na próxima sexta-feira, no Estádio Orlando Scarpelli, pela terceira rodada. Já o Goiás irá enfrentar o São Bento no estado de São Paulo, sábado, às 21h.

Primeiro tempo

O Figueirense teve a primeira surpresa antes mesmo da partida começar. O atacante André Luís foi anunciado como titular, mas no aquecimento ele sentiu dores musculares e deu lugar para Henan retornar à equipe. E assim que a bola rolou a impressão era de que o Alvinegro mandava no Serra Dourada, com marcação alta e sufocando o Goiás, esquema repetido no jogo do título do Catarinense em Chapecó. Tanto que com menos de um minuto chegou duas na área adversária.

Após impor o seu jogo, o Figueirense foi mostrando que a qualquer vacilo poderia abrir o placar. Aos 17, Zé Antônio cobrou falta da intermediária com perigo. Na sequência o goleiro Marcelo Rangel foi cobrar o tiro de meta. Ele mandou a bola para Eduardo Brock, capitão goiano, que foi devolver para o goleiro e entregou nos pés de Jorge Henrique. Aí o camisa 10 do Figueira só empurrou a bola para o fundo da rede.

A partir daí o Goiás se assanhou um pouco, com Tiago Luís chutando de longe, mas com Denis mostrando segurança, e Michael, que perdeu um gol incrível, sozinho, na pequena área. Tão incrível como o que Henan, minutos antes, desperdiçou após passe de calcanhar de Jorge Henrique para Ferrareis, que serviu o centroavante só botar na rede, mas Henan rabou em bola, num lance claro de "mustela putórius furo", o furão.

Segundo tempo

Atrás no placar, o Goiás tentou, mesmo sem mexer, mudar a postura. Com menos de um minuto Lucão, ex-Criciúma, testou com perigo à meta de Denis. Mas no minuto seguinte a bola acabou foi na rede goiana.

Jorge Henrique cobrou escanteio e Madison, de cabeça, mandou contra o gol defendido por Marcelo Rangel, que só conseguiu pegar a bola no fundo do barbante. Eduardo e Nogueira, que estavam no lance, se olharam para ver quem fez, mas foi contra.

Com dois de vantagem, o Figueirense passou a administrar com tranquilidade e viu o volume de jogo goiano aumentar. Diego Renan salvou uma bola quase em cima da linha e depois Denis espalmou um chute forte. Antes de sair, Henan ainda teve uma chance driblando o goleiro, mas ficou sem ângulo e a bola passou mansa na frente do gol.

A partir dos 30 minutos a pressão aumentou e Denis mostrou segurança para segurar firme uma cobrança de falta e espalmar uma bomba de Rafinha, além de mais uma já nos acréscimos, garantindo assim a terceira vitória consecutiva nos últimos três jogos, a segunda na Série B.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS - 0

Marcelo Rangel; Alex Silva, David Duarte, Eduardo Brock e Breno; Madison (Thalles), Pedro Bambu e Carlos Eduardo; Tiago Luís (Rafinha), Lucão (Jacó) e Michael.
Técnico: Hélio dos Anjos.

FIGUEIRENSE - 2

Denis; Diego Renan, Eduardo, Nogueira e Guilherme Lazaroni; Zé Antônio, Betinho, Renan Mota (Felipe Amorim), Jorge Henrique e Gustavo Ferrareis (Maikon Leite); Henan (Daniel Costa).
Técnico: Milton Cruz.

GOLS: Jorge Henrique (FIG), aos 18 minutos do 1º Tempo. Madison (contra), aos dois minutos do 2º Tempo.
CARTÕES AMARELOS: Lazaroni, Betinho e Zé Antônio (FIG); Alex Silva (GOI)
ARBITRAGEM: Dyorgines Jose Padovani de Andrade, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antonio Zanotti (trio do ES)
PÚBLICO:  2.018 pagantes
RENDA: R$ 31.695,00
LOCAL: Serra Dourada, em Goiânia.

Leia mais sobre o Figueirense no DC

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAvaí encara o Atlético-GO em confronto direto pelo G-4 da Série B https://t.co/P3ZE3ulvY2há 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFigueirense tenta acabar com jejuns diante do Guarani: de vitórias e de gols dos homens de frente https://t.co/GlNrGckavShá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca