"Não vai ter mais créu no Catarinense", provoca Marquinhos ao se despedir do Estadual - Esporte - O Sol Diário
 

Última rodada01/04/2018 | 18h33Atualizada em 01/04/2018 | 18h33

"Não vai ter mais créu no Catarinense", provoca Marquinhos ao se despedir do Estadual

Meia vai se aposentar do futebol no final desta temporada

DC Esportes
DC Esportes

 

 Avaí X Chapecoense, em jogo pela 18ª rodada do Campeonato Catarinense de 2018, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis. (FOTO: Leo Munhoz/Diário Catarinense)
Marquinhos (à esquerda) deu passe para o primeiro gol do AvaíFoto: Leo Munhoz / Diário Catarinense

Com aposentadoria marcada para o final de 2018, Marquinhos disputou neste domingo contra a Chapecoense sua última partida pelo Campeonato Catarinense. O primeiro jogo do meia pelo Estadual foi em 1999, justamente em um jogo do Avaí contra o Verdão do Oeste. Ao sair de campo, o jogador falou sobre o legado deixado e ainda fez críticas ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) e provocação aos adversários.

Veja abaixo as frases de destaque da entrevista do meia:

Sobre o resto do ano: "Claro que o ano continua, temos a Série B e Copa do Brasil. Tomara que a gente vá até o final da Copa do Brasil e volte à Série A".

História no Catarinense: Passa um filme na minha cabeça pelo que vivi dentro de Santa Catarina. Joguei futebol de salão aqui. Santa Catarina fez parte da minha vida no salão e no campo. Saio de cabeça erguida. Nunca joguei para ser ídolo de todas as torcidas, sempre quis ser só do Avaí. Fiz isso e sou ídolo aqui".

Legado: Deixa uma carreira vitoriosa e de que um sonho pode ser realizado dentro do clube do nosso coração. Saio com a sensação de dever cumprido. A minha carreira não termina agora, só no final do ano. Mas agradeço as pessoas que acreditaram. No catarinense tudo que eu tinha para fazer eu fiz".

Críticas: "Alguns vão sentir minhas falta, aqueles que gostavam se aparecer nas minhas costas, como o Tribunal (TJD). Eles gostam de aparecer nas minhas costas, agora fiquem tranquilos, não vai ter mais 'créu' no Catarinense".

O que faltou: "Não ficou faltando nada no Catarinense. Faltou o Zunino do meu lado para me ver encerrar a carreira".

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca