Chapecoense perde no Rio e corre risco de entrar no Z-4 - Esporte - O Sol Diário
 
 

Série A26/05/2018 | 17h55Atualizada em 26/05/2018 | 17h55

Chapecoense perde no Rio e corre risco de entrar no Z-4

Verdão soma apenas seis pontos em sete rodadas após derrota por 3 a 1

Chapecoense perde no Rio e corre risco de entrar no Z-4 Mailson Santana/Fluminense FC
Fluminense conseguiu vencer a Chapecoense pela primeira vez em nove jogos disputados desde 2014 Foto: Mailson Santana / Fluminense FC

A primeira derrota da Chapecoense para o Fluminense aconteceu neste sábado, no Rio de Janeiro, por 2 a 1, e pode significar a entrada do time catarinense no Z-4. É que o time catarinense tem apenas seis pontos em sete rodadas e pode ser ultrapassado pelo Atlético-PR, Bahia e Ceará na rodada deste final de semana.

O time catarinense defendia um tabu de nunca ter perdido em oito confrontos pela Série A. Mas após um início de jogo sem muitas oportunidades para ambos os lados  acabou sofrendo um gol, aos 21 minutos, num chute de Gilberto que Pedro, uma das revelações do campeonato, mandou para o gol.

O gol desestabilizou a Chapecoense. Quatro minutos depois, em lançamento do time carioca para o ataque o zagueiro Douglas tentou recuar para Jandrei, que estava adiantado, e Marcos Júnior aproveitou para ampliar: 2 a 0.

No final do primeiro tempo a Chapecoense reagiu e teve a chance de descontar. Canteros acertou um chute na trave. Logo depois Apodi foi até a linha de fundo e cruzou para Arthur Caike, que mandou para fora.

No início do segundo tempo a Chapecoense seguiu pressionando até chegar ao gol, logo aos quatro minutos, com Arthur Caike, em cobrança de falta.

O Fluminense voltou a assustar primeiro com Sornoza, livre, que acabou chutando para fora.  Logo depois Robinho recebeu livre na área, chutou bem e Jandrei conseguiu desviar a bola, que ainda bateu na trave.

Só que a Chapecoense teve três chances de empatar num único ataque, aos 20 minutos. Primeiro Canteros chutou rasteiro, no canto direito do goleiro, que conseguiu espalmar. No rebote a bola sobrou para Arthur Caíke, mas Júlio César levantou rápido e conseguiu bloquear o chute. A bola ainda sobrou para Wellington Paulista, que chutou na zaga.

O time de Gilson Kleina rondou a área do Fluminense em busca do empate mas sem resultado. Quem acabou marcando novamente foi o tricolor, em outro lance de Pedro, que recebeu na área e chutou no ângulo, ampliando a vantagem.

Resta à Chapecoense secar os adversários no final de semana para não ficar na zona de rebaixamento. O próximo adversário é Ceará, na Arena Condá. O jogo é na quarta-feira. Isso se não for adiado em virtude da greve dos caminhoneiros.


FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE X CHAPECOENSE

FLUMINENSE-3
Júlio César; Gum (Nathan), Renato Chaves e Luan Peres; Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza e Marlon; Marcos Júnior (Robinho) e Pedro (Airton). Técnico: Abel Braga. 

CHAPECOENSE-1
Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral (Leandro Pereira),
Elicarlos, Márcio Araújo (Nadson) e Canteros;  Arthur Caíke e Wellington Paulista (Bruno Silva). Técnico: Gilson Kleina.

GOLS: Pedro (F), aos 21 minutos do primeiro tempo e 41 do segundo tempo. Marcos Júnior (F), aos 25 do primeiro tempo. Arthur Caike (C), aos quatro minutos do segundo tempo.

ARBITRAGEM: Rafael Traci, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta (trio do PR).
CARTÕES AMARELOS: Marlon (F); Bruno Pacheco (C).
LOCAL: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

PÚBLICO: 14.541

RENDA: R$ 395.375,00

Leia mais notícias sobre a Chapecoense no DC

O Sol Diário
Busca