Figueirense perde para o Fortaleza no Orlando Scarpelli - Esporte - O Sol Diário
 

Série B18/05/2018 | 23h23Atualizada em 18/05/2018 | 23h23

Figueirense perde para o Fortaleza no Orlando Scarpelli

Derrota é a terceira seguida da equipe alvinegra na competição nacional

Figueirense perde para o Fortaleza no Orlando Scarpelli Leo Munhoz/Diário Catarinense
Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Depois de três vitórias seguidas, o Figueirense sofreu a terceira derrota em sequência na Série B do Campeonato Brasileiro. Diante de 3.141 torcedores que encararam a chuva em Florianópolis nesta sexta-feira, o Alvinegro largou na frente, tomou a virada e brigou por ponto até os últimos minutos de jogo no Orlando Scarpelli. Porém, não conseguiu evitar a derrota por 3 a 1 para o Fortaleza.

Na próxima rodada, os dois times jogam na terça-feira. O Figueira vai a Maceió para enfrentar o CSA às 19h15min. O Tricolor do Pici volta para casa para enfrentar o Criciúma, às 21h30min, no Castelão.

Logo depois do abraço fraternal em Rogério Ceni, Denis quase deixou a bola escapar para as próprias redes. Com dois minutos de jogo, Dodô arriscou e o goleiro não conseguiu segurar, traído pela redonda encharcada pelo breve dilúvio antes do apito inicial. Nogueira ajudou o companheiro ao mandar para longe. Passado o susto, o Figueirense começou a desenvolver seu jogo pelo lado direito. Foi deste flanco para o meio da área que pintou o gol alvinegro, aos sete. André Luis subiu junto com os zagueiros e a rebatida parou nos pés de Gustavo Ferrareis, completamente livre. Ele mandou na gaveta de Marcelo Boeck e tirou o primeiro zero do placar. O Fortaleza derrubou o outro apenas três minutos depois.

Denis fez uma defesaça saindo nos pés de Gustavo. Mas na batida de escanteio, ela sobrou no segundo pau para Bruno Melo completar e empatar. Melhor, o time cearense conseguiu pouco depois. Aos 17, Edinho mandou de longe e Denis demorou para saltar. Tocou, mas passou e foi na rede. O Figueira sofria com falta de entrosamento no meio. Pereira e Matheus Sales jogavam juntos pela primeira vez, substituíam Zé Antônio (suspenso) e Betinho (lesionado). Porém, tinha a bola parada de Diego Renan que renderam tentativas seguidas que fizeram a equipe crescer. Até que aos 38, Maikon Leite fez uma jogadaça que por pouco não foi premiada com gol. Ele driblou dois marcadores enquanto entrava na área. O chute cruzado, porém, passou na frente da trave e saiu. A partida ficou equilibrada até o término da etapa.

O time da casa voltou do descanso mais agressivo. Conseguia encontrar espaço na marcação alta do Fortaleza ao adiantar os laterais Diego Renan e Lazaroni e empilhava arremates que não assustavam o adversário. Ao menos deixou de sofrer perigo. Aos 15, Ferrareis botou rasteiro no meio da área e André Luis e Pereira se jogaram e não alcançaram para escorar pras redes. O Fortaleza esperou pela chance para resolver a partida. Ela veio aos 27, quando Dodô bateu e Denis espalmou. Gustavo, o Gustagol, botou o rebote no barbante. Então o Figueirense se abriu, entraram Juninho e Henan nas vagas de Ferrareis e Matheus Sales.

Continuou em cima, no campo de ataque. Porém, também seguia sem efetividade. Os arremates praticamente não exigiam do goleiro da equipe cearense. A última tentativa de mudar o placar foi a entrada de Felipe Amorim, após os 40 minutos. Juninho teve chance de descontar no finzinho. Ele recebeu dentro da área e Boeck mandou para escanteio na defesa em dois tempos. O marcador não mexeu mais e foi o da segunda derrota seguida do time preto e branco no Scarpelli. 

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE
Denis; Diego Renan, Eduardo, Nogueira e Lazaroni; Pereira, Matheus Sales (Henan), Maikon Leite, Jorge Henrique (Felipe Amorim) e G. Ferrareis (Juninho); André Luis. Técnico: Milton Cruz.

FORTALEZA
Marcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger e Bruno Melo; Jean Patrick, Derley (Felipe), Marlon (Leonan), Dodô e Edinho; Gustavo (Wilson). Técnico: Rogério CenI.

GOLS: Ferrareis, aos 7 do primeiro tempo (Fig). Bruno Melo, aos 10 do primeiro tempo, Edinho, aos 17 do primeiro tempo, e Gustavo, aos 27 do segundo tempo (For).
CARTÕES AMARELOS: Lazaroni e Pereira (Fig). Bruno Melo, Ligger e Marlon (For). 

ARBITRAGEM: Dyorgines José Padovani de Andrade, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antônio Zanotti (trio do ES).
BORDERÔ: 3.141 torcedores para uma renda de R$ 66.280,00.
LOCAL: Orlando Scarpelli.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais sobre o
Figueirense

O Sol Diário
Busca