Figueirense se reabilita com vitória de goleada fora de casa sobre o CSA - Esporte - O Sol Diário
 

Série B22/05/2018 | 21h07Atualizada em 22/05/2018 | 21h42

Figueirense se reabilita com vitória de goleada fora de casa sobre o CSA

Bom início de segundo tempo é chave para triunfo que acaba com sequência negativa

Figueirense se reabilita com vitória de goleada fora de casa sobre o CSA Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas
Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Missão dada, missão cumprida. O Figueirense reagiu em grande estilo na Série B do Campeonato Brasileiro e encerrou em três a sequência de jogos sem vitória. Na noite desta terça-feira, a equipe alvinegra reencontrou a vitória ao golear o CSA no Rei Pelé. O bom início de segundo tempo foi premiado com gols fundamentais para o triunfo por 4 a 1 que alavanca o conjunto preto e branco na classificação: da nono para o quarto lugar, dentro do G-4 antes do fechamento da sétima rodada, que termina no sábado.

O Figueirense tem novo compromisso fora de casa pela competição. Joga novamente às 19h15min de terça-feira. Na abertura da oitava rodada, encara o São Bento no Walter Ribeiro, em Sorocaba. O CSA enfrenta o Vila Nova no Serra Dourada, na sexta-feira seguinte (1/6).

O jogo

Dois jogadores vindos de lesão reapareceram como titulares do Figueirense. Cleberson voltou à zaga e Renan Mota que pegou a vaga que seria de Maikon Leite não fosse a indisposição estomacal sentida no aquecimento. A segunda novidade na equipe foi predestinada. Ferrareis avançou ao interior da área e mandou cruzado. A bola tocou a trave e encontrou Renan Mota de frente. Ele escorou do jeito que pôde, a redonda ainda passou por entre as pernas do goleiro Cajuru e ultrapassou a linha. O Figueira tomou a frente do placar com apenas quatro voltas no ponteiro, mas não conseguiu segurar a agressividade do time da casa desde o início. Nove minutos depois, Didira recebeu na frente da área, puxou pro lado e mandou bala. O desvio em Nogueira tirou Denis do alcance e a pelota estufou a rede. 

A vantagem alvinegra durou muito pouco e o jogo ficou equilibrado e disputado. Ainda assim, o Figueira teve boa chance de retomar a dianteira aos 24, quando Renan Mota botou Henan na frente e ele bateu em cima do arqueiro do conjunto alagoano. Aos 30, Diego Renan cruzou certeiro para Jorge Henrique, que ficou de frente, pelo alto, e cabeceou rente ao poste. O CSA também ameaçou, mas não levou perigou ou encontrou o goleiro Denis seguro. Na volta do descanso, sem alterações das equipes, o Figueirense novamente aproveitou a desatenção inicial do time adversário e pulou novamente na frente do placar. Aos sete, João Lucas desceu pelo lado esquerdo e botou na área. Passou por Henan, mas não por Jorge Henrique, que desta vez não desperdiçou a cabeçada.

Desta vez o Figueira também não deixou passar o bom momento  na partida e ampliou.. No jogo coletivo, a bola foi em Renan Mota para encontrar Henan na área. Cara a cara com o goleiro, o centroavante alvinegro botou no canto e correu pro outro na comemoração do terceiro gol, três minutos depois do anterior. Aos 15, Renan Mota quase botou dentro uma falta no bico da grande área. A equipe preta e branca aos poucos passou a defender a vantagem. O CSA não levou perigo.  Mas o Figueirense ainda teve uma penalidade máxima a favor no finzinho. André Luis converteu e transformou o resultado em goleada: 4 a 1.

FICHA TÉCNICA

CSA
Cajuru; Celsinho, Leandro, Roger e Rafinha; Edinho, Ferrugem (Hugo Cabral), Didira e Daniel Costa (Taiberson); Niltinho e Walter (Michel Douglas). Técnico: Marcelo Cabo.
FIGUEIRENSE
Denis; Diego Renan, Cleberson, Nogueira e João Lucas; Zé Antônio e Pereira; Renan Mota (Juninho), Jorge Henrique (João Paulo) e Gustavo Ferrareis; Henan (André Luis). Técnico: Milton Cruz.

GOLS: Didira, aos 13 do primeiro tempo (C). Renan Mota, aos 4 do primeiro tempo, Jorge Henrique, aos sete do segundo tempo, Henan, aos 10 do segundo tempo (F), e André Luis, aos 44 do
CARTÕES AMARELOS: Edinho, Niltinho e Roger (C). 

ARBITRAGEM: Thiago Duarte Peixoto, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (trio de SP).
BORDERÔ: não informado.
LOCAL: Rei Pelé, em Maceió (AL). 

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais sobre o
Figueirense

O Sol Diário
Busca