Luiz Fernando defende que jogadores do Criciúma ignorem críticas e se concentrem nos treinos - Esporte - O Sol Diário
 

Volta por cima28/05/2018 | 17h22Atualizada em 28/05/2018 | 17h25

Luiz Fernando defende que jogadores do Criciúma ignorem críticas e se concentrem nos treinos

"Receita" deu certo para o jogador no período em que foi deixado de lado pelo técnico Argel Fucks

Luiz Fernando defende que jogadores do Criciúma ignorem críticas e se concentrem nos treinos Guilherme Hahn/Especial
Meia garante que não sabe por que tinha sido afastado do Criciúma, mas não quer mais pensar nisso Foto: Guilherme Hahn / Especial
Renan Medeiros

Quando Argel era o técnico do Criciúma, o meia Luiz Fernando foi deixado de lado. O jogador continuou treinando à parte e voltou a ter importância no grupo com a chegada de Mazola Júnior. Agora, defende que o grupo todo aja da mesma forma para tirar o Criciúma da zona de rebaixamento da Série B: ignorando críticas e se concentrando no trabalho do dia a dia.

O próximo compromisso do Tigre será na sexta-feira, às 21h30min, quando encara o Avaí na Ressacada.

— É hora de o grupo fechar, não deixar o que vem de fora atrapalhar a gente, como algumas coisas que a imprensa solta. É hora de trabalhar e focar nos nossos objetivos — recomenda o meia.

Luiz Fernando sabe bem o que é estar por baixo. O jogador esteve longe de estar entre os preferidos de Argel Fucks, técnico do Tigre na reta final do Catarinense e no começo da Série B. Mas viu a situação melhorar para ele quando Mazola chegou e lhe garantiu novas oportunidades.

— Talvez ele (Argel) quisesse achar um culpado, não sei —,  considera Luiz Fernando, que está no time carvoeiro desde o começo deste ano. — Fiquei treinando no meu máximo, porque sabia que quando voltasse ao time teria que agarrar minha oportunidade. Agora estou aqui para ajudar o Criciúma a sair dessa situação. Todo jogador já passou por isso, foi um momento de superação. Deixei nas mãos de Deus, minha família ora muito por mim. Não quero sair daqui como uma contratação que deu errado. Mas vou esquecer esse lado e pensar no próximo jogo. É fora de casa e temos que vencer a qualquer custo  — diz.

No último jogo, na derrota fora de casa diante do Fortaleza, o meia foi improvisado na ala esquerda. Ele garante que não se importa.

— Já joguei na lateral no Mirassol. Onde o professor me colocar, vou dar meu melhor. O que falta para mim é ter uma sequência. Sou um jogador novo, sei que tenho que dar muito mais — reconhece.

Mazola Júnior ainda não confirmou se Luiz Fernando será titular para enfrentar o Avaí. 


Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais notícias sobre a
Série B do Brasileiro 2018

O Sol Diário
Busca