Médico da Seleção Brasileira chega a Paris para avaliar Daniel Alves e Neymar - Esporte - O Sol Diário
 

Copa do Mundo10/05/2018 | 16h23Atualizada em 11/05/2018 | 07h52

Médico da Seleção Brasileira chega a Paris para avaliar Daniel Alves e Neymar

Rodrigo Lasmar e o coordenador Edu Gaspar desembarcaram e seguiram para o CT do PSG

Médico da Seleção Brasileira chega a Paris para avaliar Daniel Alves e Neymar Carl DE SOUZA/AFP
Foto: Carl DE SOUZA / AFP
DC Esportes
DC Esportes

Lesionado desde a última terça-feira e em fase final de recuperação, Daniel Alves e Neymar, respectivamente, terão suas situações avaliadas de perto por Rodrigo Lasmar. O médico da Seleção Brasileira desembarcou nesta quinta-feira em Paris acompanhado do coordenador de seleções Edu Gaspar. A dupla saiu do aeroporto direto para o CT do Paris Saint-Germain.

Leia mais notícias sobre a Copa do Mundo
Confira a tabela de jogos da Copa da Rússia 

A viagem de Lasmar a Paris estava nos planejamento da CBF para que ele estivesse próximo de Neymar na sequência do tratamento após a cirurgia no quinto metatarso do pé direito, há três meses. Por causa da lesão de Daniel Alves na final da Copa da França, quando o PSG venceu o Les Herbiers por 2 a 0, a ida do médico a capital francesa terá mais uma missão.

A nota oficial divulgada pelo PSG diz que Daniel Alves sofreu "uma alta desinserção do ligamento cruzado anterior com entorse póstero-externo" do joelho. A previsão inicial é que ele fique afastado dos jogos pelas próximas três semanas, quando fará uma nova avaliação para saber a necessidade de cirurgia. A presença dele na lista de Tite não está descartada.

A CBF tem até a noite de domingo para enviar à Fifa a relação com até 35 nomes para a Copa do Mundo. Na segunda-feira, às 14h, Tite vai divulgar a lista com os 23 convocados para o Mundial da Rússia. Os outros 12 atletas não serão revelados pela comissão técnica da Seleção Brasileira. A listagem final precisa ser entregue até o dia 4 de junho, quando mudanças serão aceitas apenas após comprovação de lesões que impeçam o jogador de atuar na competição.

 Leia mais:
NSC terá enviados especiais na Copa 2018 para aproximar os catarinenses do Mundial

O Sol Diário
Busca