SC na Copa do Mundo: trio vive expectativa pela convocação da Seleção Brasileira - Esporte - O Sol Diário
 

Mundial 201812/05/2018 | 09h05Atualizada em 12/05/2018 | 10h43

SC na Copa do Mundo: trio vive expectativa pela convocação da Seleção Brasileira

Tite vai ler a relação com os 23 nomes na segunda-feira, às 14h, na sede da CBF no Rio de Janeiro

SC na Copa do Mundo: trio vive expectativa pela convocação da Seleção Brasileira IERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP
Foto: IERRE-PHILIPPE MARCOU / AFP

Às vésperas da convocação da Seleção Brasileira, um fato é certo: Santa Catarina estará representada na Copa do Mundo. Responsável por comandar o Brasil na Rússia, Tite vai ler a relação com os 23 nomes na segunda-feira, às 14h, na sede da CBF no Rio de Janeiro. Três atletas ligados ao futebol catarinense estão na luta para serem chamados: o goleiro Neto, o lateral-esquerdo Filipe Luís e o atacante Roberto Firmino.

Leia mais notícias sobre a Copa do Mundo
Confira a tabela de jogos da Copa da Rússia
Concurso cultural:
convoque e concorra a uma camisa da Seleção Brasileira 

Neto e Filipe Luís ainda não são certezas. Do trio, o único confirmado no Mundial da Rússia é Roberto Firmino. Aos 26 anos, o atacante é um dos principais nomes do Liverpool, finalista da Liga dos Campeões. Em 2009, ele se destacou com a camisa do Figueirense na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na ocasião, o time chegou às oitavas de final, e o jogador marcou três gols.

A passagem de Firmino pelo Orlando Scarpelli tem a estreia como jogador profissional diante da Ponte Preta também em 2009. Mas foi na temporada seguinte que o atacante brilhou ao ser importante na campanha que levou o Furacão à elite do futebol brasileiro com o acesso e o vice-campeonato da Série B. Em dezembro do mesmo ano, ele foi vendido ao Hoffenheim, da Alemanha, de onde saiu para o Liverpool em 2015.

– Percebi uma qualidade técnica acima da média e um menino com muita vontade de aprender e de vencer na vida. Foi o jogador mais talentoso com quem tive o privilégio de trabalhar. Ter um atleta que eu ajudei na formação prestes a disputar uma Copa é motivo de muita alegria e orgulho – conta Hemerson Maria, técnico de Firmino na base do Figueirense e atualmente no Vila Nova. 

Apesar ser chamado por Tite apenas uma vez, Neto está no páreo para ser o terceiro goleiro do Brasil. Nascido em Araxá, Minas Gerais, ele foi criado em Rio Negrinho, cidade localizada ao Norte de SC. Além disso, o titular da meta do Valencia, da Espanha, respira futebol desde criança. O pai dele, Betão, foi goleiro do Joinville na década de 1980.

– Estamos ansiosos e esperando. A ansiedade é algo terrível. Estamos aguardando a convocação na segunda-feira para ver se teremos uma surpresa para tirarmos essa agonia do coração. Converso diariamente com o Neto, mas ele não comenta muito sobre isso. Está com uma grande expectativa, claro, mas sempre com os pés no chão – disse Betão.

Neto ficou até os 14 anos na base do Cruzeiro, quando em 2003 foi treinar no Atlético-PR. Seis anos depois, ele já estava no elenco profissional e virou titular em 2010, ano da primeira convocação para servir a Seleção Brasileira, então treinada por Mano Menezes. O goleiro esteve nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, quando o Brasil ficou com a medalha de prata, e também fez parte do grupo brasileiro na Copa América de 2015, no Chile. Atuou por Fiorentina e Juventus até chegar ao futebol espanhol.

Mais um chance para Filipe Luís

Único catarinense de nascença  entre os três, Filipe Luís é de Jaraguá do Sul e começou a carreira pelo Figueirense. O lateral-esquerdo foi bicampeão estadual em 2003 e 2004 antes de partir para a Europa. O primeiro clube no Velho Continente foi o Ajax, da Holanda, mas foi no futebol espanhol que se destacou. Defendeu o La Coruña entre 2006 e 2010 e depois o Atlético de Madrid, de 2010 a 2014. Neste período, esteve na mira de Dunga e Felipão para as Copas do Mundo, mas não foi chamado. A família prefere aguardar a lista de convocados antes de falar sobre a Seleção Brasileira.

Aos 32 anos, Filipe Luís foi um dos jogadores mais lembrados nas listas de Tite – esteve em oito convocações. Mas a presença dele na Rússia não é garantida. O lateral voltou a atuar na semana passada, após ficar 50 dias afastado do futebol por causa de uma fratura na fíbula em um dos jogos pelo Atlético de Madrid na Liga Europa. O catarinense tem Alex Sandro, da Juventus da Itália, como o principal concorrente pela vaga na posição. Ele ainda atuou pelo Real Madrid Castilla e pelo Chelsea, da Inglaterra.

Nas Copas da África do Sul e do Brasil, outros três jogadores que estiveram na lista tinham ligações com SC. O lateral-direito Maicon foi formado na base do Criciúma. O lateral-esquerdo Michel Bastos atuou pelo Figueirense na temporada 2015, enquanto o volante Ramires foi revelado pelo Joinville.

 Leia mais:
NSC terá enviados especiais na Copa 2018 para aproximar os catarinenses do Mundial

 

O Sol Diário
Busca