Sofrendo com desfalques, Criciúma dá sequência a Ralph  - Esporte - O Sol Diário
 

Continuidade25/06/2018 | 17h59Atualizada em 25/06/2018 | 17h59

Sofrendo com desfalques, Criciúma dá sequência a Ralph 

Jogador que veio por empréstimo do Atlético já atuou como volante e lateral pelo Tigre

Sofrendo com desfalques, Criciúma dá sequência a Ralph  Guilherme Hahn/Especial
Ralph estreou contra o Boa Esporte e entrou em todos os jogos desde então para suprir os desfalques Foto: Guilherme Hahn / Especial
Renan Medeiros

O excesso de desfalques prejudicou o Criciúma nos últimos jogos da Série B, mas há no elenco tricolor quem tenha se beneficiado das ausências. O volante Ralph, de 21 anos, tem se aproveitado dessas brechas para emendar uma sequência no Tigre.

Ele estrou no empate contra o Boa Esporte, entrou no decorrer do jogo contra o Oeste, após a lesão de Sueliton, e foi o escolhido para suprir a ausência do lateral contra o Brasil. Agora, além de Sueliton, que ainda não se recuperou de lesão, os volantes Jean Mangabeira e Luiz Fernando estão suspensos para o confronto diante do São Bento.

Para o jogador, a preferência ainda é por jogar como segundo volante, já que, segundo ele próprio, tem como características a chegada à frente para finalizar.

Ralph já sabe que será titular novamente, mas ainda não tem certeza se jogará como lateral ou na função de origem, como volante. Para ele, porém, o mais importante é a sequência.

— Já tive experiência na lateral na base do Atlético Mineiro. Na primeira vez que joguei aqui nessa posição, contra o Oeste, entrei meio frio, mas fui esquentando e, nesse jogo contra o Brasil de Pelotas, fui bem. Se o professor optar por mim como lateral, vou dar o melhor procurar ajudar o time para sair dessa situação muito difícil — promete Ralph.

Outras opções do técnico Mazola Júnior para a lateral seriam o volante Carlos Eduardo, formado na base do Criciúma, ou Natan, que ainda tem idade para jogar até o ano que vem no time sub-20. O comandante já manifestou a preferência por Ralph, por ser mais experiente que Natan e melhor marcador que Carlos Eduardo.

A despeito da má fase do time carvoeiro, Ralph crê na capacidade do elenco de evoluir na tabela.

— Depende de nós e vamos ter que trabalhar firme. O Criciúma tem uma camisa muito grande para estar nessa situação. A bola não está entrando, mas temos que trabalhar, trabalhar e trabalhar. A gente não quer ficar nessa situação. Vamos ter dois jogos em casa. Nós, torcedores e jogadores, temos que nos juntar — convoca o jogador.

O duelo contra o São Bento será nesse sábado (30), às 18h, no Estádio Heriberto Hülse.


Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

O Sol Diário
Busca