Avaí vence o Londrina, encerra jejum de vitórias e volta ao G-4 - Esporte - O Sol Diário
 

Série B12/07/2018 | 19h52Atualizada em 12/07/2018 | 20h57

Avaí vence o Londrina, encerra jejum de vitórias e volta ao G-4

Equipe azurra conquista a vantagem no começo da partida e segura resultado positivo para acabar com sequência negativa

Avaí vence o Londrina, encerra jejum de vitórias e volta ao G-4 Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Foto: Gustavo Oliveira / Londrina Esporte Clube
DC Esportes
DC Esportes

Terminou o jejum. Após três partidas, o Avaí voltou a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira, o Leão fez valer o rótulo de bom visitante e venceu o Londrina no Estádio do Café por 2 a 1. Além de encerrar a sequência de jogos sem vitórias, a equipe voltou ao G-4 graças aos dois gols na primeira metade da etapa inicial. 

 O Avaí abre a 16ª rodada terça-feira. Às 19h15min, a equipe azurra recebe o Atlético-GO na Ressacada. O Londrina vai enfrentar outro catarinense. Também às 19h15min, mas de sexta-feira, vai encarar o Criciúma no Heriberto Hülse. 

O jogo

Rodrigão ficou de fora do jogo, com dores musculares, e Guillermo Beltran apareceu na escalação. O paraguaio acompanhou de perto o desfecho da jogada que terminou no gol azurra no começo da partida. Aos 10 minutos, Guga cruzou e o zagueiro Luizão tentou evitar a finalização de Renato, de volta ao time, que penetrou na área. O goleiro Vagner teve de se esticar para evitar que sofresse por cobertura. Mas sobrou para Romulo, que empurrou para as redes e comemorou. A celebração foi continuada seis minutos depois. Capa cruzou rasteira da esquerda e o lateral Fernando errou. Escorou para as próprias redes, antes de nova chegada de Renato, e o placar já indicava 2 a 0 antes da metade da etapa inicial. (Ouça a narração dos dois gols a seguir). 

O Londrina só acordou aos 18, na paulada de falta de Felipe Marques que Aranha rebateu para longe. Por mais que insistisse, inclusive com uma alteração ainda no primeiro tempo – a entrada de Paulinho Moccelin —, os donos da casa finalizavam sem causar danos à defensiva azurra. Foram 13 conclusões dos mandantes (10 erradas) e apenas três do Avaí, que tratou de segurar a bola no campo de ataque e a vantagem no placar. Ainda antes do intervalo, o Leão foi obrigado a mudar. Lesionado, Judson cedeu lugar para Matheus Barbosa. 

Na volta do descanso, o time mandante buscou explorar o lado esquerdo para tentar a reação. O Avaí continha a investidas e ainda procurava ampliar. Como aos nove da segunda etapa, quando Capa lançou Renato e o goleiro Vagner saiu da área para cortar de cabeça antes da chegada do meio-campista. Aos 19 ele teve nova chance, e desta vez sem o camisa 1 adversário pela frente. Romulo ganhou a briga entre os zagueiros e encontrou o companheiro livre. Ele optou pela cobertura e mandou muito longe. No minuto seguinte, outras boas oportunidades em arremates de Beltran não terminaram nas redes, mas por causa das intervenções de Vagner.

Na primeira, o centroavante avançou com a bola em velocidade, entrou na área e mandou do lado do goleiro, que espalmou para fora. Após a batida de escanteio, ele foi no cantinho para espalmar a cabeçada forte do paraguaio. Apesar das chances azurras, quem encontrou as redes foi o time da casa, aos 29. Depois de boa tabela, Dagoberto pisou na área e caiu ao sentir a carga de Pedro Castro. O próprio atacante que entrou no segundo tempo foi para cobrança e descontou. O técnico Geninho tirou Beltran e apostou em Getúlio por causa da velocidade.

O Leão passou a segurar o resultado. O Londrina se lançou ao ataque e exigiu concentração da retaguarda azurra. No final da partida, quando Renato daria lugar a Luan para a última substituição do Avaí na partida, Dagoberto passou a discutir com o meia do Avaí, cobrando que saísse de campo, o árbitro Rodrigo Carvalhaes de Miranda expulsou um jogador de cada time. O placar não mexeu mais e o jejum da equipe catarinense acabou. 

FICHA TÉCNICA

LONDRINA - 1
Vagner, Reginaldo, Dirceu, Luizão e Fernando; João Paulo, Moisés (Paulinho Moccelin) e Dudu; Felipe Marques (Luccas Brasil), Safira (Dagoberto) e Thiago Ribeiro. Técnico: Sérgio Soares.
AVAÍ - 2
Aranha; Marquinhos Silva, Betão e Airton; Guga, Judson (Matheus Barbosa), Pedro Castro, Renato e Capa; Romulo (Luan) e Beltran (Getúlio). Técnico: Geninho.

GOLS: Romulo, aos 10 do primeiro tempo, e Fernando (contra), aos 16 do primeiro tempo (A). Dagoberto, aos 29 do segundo tempo (L).  
CARTÕES AMARELOS: Felipe Marques e Luizão (L). Airton, Aranha, Capa, Judson e Renato (A).
EXPULSÕES: Dagoberto (L) e Renato (A). 

ARBITRAGEM: Rodrigo Carvalhaes de Miranda, auxiliado por Wendel de Paiva Gouvêa e Daniel do Espirito Santo Parro (trio do RJ).
BORDERÔ: 468 torcedores, para uma renda de R$ 9.254.
LOCAL: Estádio do Café, em Londrina.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Avaí

O Sol Diário
Busca