Chape garante permanência de Jandrei após proposta de R$ 11 milhões - Esporte - O Sol Diário
 
 

Dia do fico16/07/2018 | 15h13Atualizada em 16/07/2018 | 15h13

Chape garante permanência de Jandrei após proposta de R$ 11 milhões

Goleiro tinha tudo encaminhado para defender a meta da Sampdoria, da Itália

Chape garante permanência de Jandrei após proposta de R$ 11 milhões Sirli Freitas/Chapecoense
Jandrei deve ser titular na quinta-feira, contra o Bahia, pela retomada do Brasileirão Foto: Sirli Freitas / Chapecoense
DC Esportes
DC Esportes

Jandrei permanece na Chapecoense. Na semana passada, o Verdão sinalizou ter aceitado a proposta da Sampdoria, da Itália, no valor de 2,5 milhões de euros (cerca de R$ 11,3 milhões) pelo goleiro. Mas nesta segunda-feira a situação teve uma reviravolta. Em entrevista coletiva no início da tarde, o presidente Plínio David de Nes, o Maninho, disse que os dirigentes do clube italiano desistiram da contratação. 

– A Sampdoria ofereceu inicialmente 2,2 milhões de euros e depois 2,5 milhões. Sobre a permanência, nosso princípio sempre foi não fazer o que não podemos. O entendimento entre as partes se deu e a Sampdoria desistiu. Não demos a resposta na quarta-feira. Damos por encerrado o assunto da venda de Jandrei – falou o presidente da Chape.

Aos 25 anos, Jandrei tem contrato até 2021 com o Verdão, mas isso não significa que ele permanecerá na Chapecoense até o término do vínculo. Um dos motivos é que uma nova proposta pode chegar até o encerramento  da atual temporada, como já adiantou a diretoria. Além disso, o goleiro tem cidadania italiana, o que pode facilitar o acerto com algum clube da Europa.

– Fico na Chapecoense. Colocamos um fim em algo que se estende há tempos. Meu empenho e comprometimento não mudaram em nenhum momento. Independente da negociação em andamento. Sou preocupado em ajudar a Chape. Quero ajudar, independente de ter outras oportunidades. Se houver outra proposta, vou estar preparado – destacou Jandrei, que também esteve presente na entrevista coletiva.

A Chapecoense tem 60% dos direitos econômicos do jogador, enquanto o restante da porcentagem pertence ao Tubarão, clube que Jandrei defendia antes de se transferir para o Verdão. Após desfalcar o Verdão no amistoso contra o San Lorenzo, da Argentina, o goleiro deve retomar a vaga de titular contra o Bahia, na quinta-feira, pelo Brasileirão.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense no DC


O Sol Diário
Busca