Criciúma e Figueirense ficam na igualdade e patinam na Série B - Esporte - O Sol Diário
 

Tropeço duplo05/07/2018 | 22h55Atualizada em 05/07/2018 | 23h06

Criciúma e Figueirense ficam na igualdade e patinam na Série B

Empate em 1 a 1 não ajudou nenhum dos times nas pretensões

Criciúma e Figueirense ficam na igualdade e patinam na Série B Guilherme Hahn/Especial
Foto: Guilherme Hahn / Especial
Renan Medeiros

Criciúma e Figueirense ficaram na igualdade no duelo catarinense desta quinta-feira no Estádio Heriberto Hülse, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Os donos da casa foram superiores no primeiro tempo e abriram o placar, mas não seguraram a pressão alvinegra na etapa final e a partida acabou em 1 a 1.

A igualdade não colaborou para as pretensões de nenhuma equipe. O Figueira continua fora do G-4, na sexta posição, e o Criciúma segue patinando dentro da zona de rebaixamento, em 18º.

Criciúma domina o primeiro tempo

O Criciúma começou o jogo com mais presença no ataque e marcação alta. Nos dez primeiros minutos, o Tigre tentou, sem sucesso, penetrar na defesa do Figueirense, que adotou postura mais cautelosa no início e teve dificuldades para sair de trás.

O Alvinegro teve uma baixa logo no começo. O volante Pereira trombou com o companheiro de equipe Nogueira numa bola disputada pelo alto, caiu de mau jeito e saiu de campo sentindo fortes dores no ombro. Ele chegou a ser levado até a ambulância, mas não precisou ir ao hospital.

A primeira boa oportunidade do jogo veio aos 12 do primeiros tempo, com os donos da casa. João Paulo arriscou uma bomba de fora da área, mas Denis estava atento e espalmou. Cinco minutos depois, foi a vez de Vitor Feijão tentar algo parecido, mas o goleiro do Furacão mostrou segurança mais uma vez.

Aos 19, João Paulo arriscou de longe novamente e quase encobriu Denis, que estava adiantado, mas a bola saiu pela linha de fundo.

O Figueirense pareceu se acertar. Aos 26, em jogada pelo lado direito, Ferrareis entrou na área e chutou com força, quase sem ângulo, obrigando Luiz a fazer boa defesa.

Mas o Criciúma continuou superior e abriu o placar. João Paulo recebeu no meio do campo e avançou em velocidade, deixou um zagueiro para trás e ficou frente a frente com Denis. No um contra um, melhor para o atacante do Tigre, que fuzilou no canto esquerdo do goleiro.

A partida ficou mais equilibrada após o gol carvoeiro, mas o 1 a 0 no placar permaneceu no que restou do primeiro tempo. No fim, o Figueirense chegou a mandar a bola para dentro do gol, mas a arbitragem assinalou corretamente um impedimento de Nogueira, após uma cobrança de falta pelo lado direito alvinegro.

Figueira pressiona na segunda etapa

Depois do intervalo, os papéis se inverteram.

O Figueirense voltou pressionando mais o Criciúma no segundo tempo. Logo no terceiro minuto, André Luis recebeu um cruzamento da esquerda e cabeceou bem, mas a bola saiu à direita do gol defendido por Luiz.

Com o passar do tempo, os visitantes foram se lançando ao ataque e acuaram os donos da casa no campo defensivo. As finalizações pararam no goleiro do Tigre ou não tiveram direção.

A primeira chance mais clara veio aos 19 minutos. Após um cruzamento da esquerda, a bola cobrou para Nogueira. De dentro da área, o zagueiro alvinegro chutou com o gol aberto, mas Eduardo estava no lugar certo, em cima da linha, para cabecear e mandar para escanteio.

O Alvinegro ganhou ainda mais fôlego no ataque com a entrada de Felipe Amorim. Foi ele quem sofreu a falta pelo lado direito que deu origem ao gol de empate, aos 30 minutos. Também foi ele quem cobrou a falta no segundo pau, onde chegou Nogueira para completar para dentro do gol.

O Figueira seguiu pressionando depois de empatar. Vendo o time recuado, Mazola Júnior tentou reverter a situação com Andrew e Alex Maranhão do meio para frente. As mudanças até melhoraram o Criciúma no que restou da primeira etapa, mas não o suficiente para devolver a vantagem no placar. Os visitantes também pareceram se contentar com o empate no fim do jogo e se arriscaram pouco.

Próximos jogos

O Figueirense receberá o Oeste no Orlando Scarpelli na próxima segunda-feira (9), às 20h30min. O time de Barueri foi derrotado em casa nesta quinta pelo Guarani. Renan Mota e Nogueira estão suspensos pelo terceiro amarelo.

Já Criciúma volta a campo só na sexta-feira da semana que vem, dia 13. O oponente será o Goiás, que vem de vitória sobre o Avaí na Ressacada. O jogo será às 20h30min no Estádio Olímpico, na capital goiana. João Paulo e Marlon levaram o terceiro cartão amarelo e estão suspensos.


FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA - 1
Luiz; Sueliton, Nino, Fábio Ferreira e Marlon; Eduardo, Marlon Freitas (Jean Mangabeira), Luiz Fernando (Andrew) e Elvis (Alex Maranhão); Vitor Feijão e João Paulo. Técnico: Mazola Júnior.

FIGUEIRENSE - 1
Denis; Diego Renan (Felipe Amorim), Cleberson, Nogueira e Guilherme Lazaroni; Zé Antônio, Pereira (Matheus Sales), João Paulo (Juninho), Renan Mota e Ferrareis; André Luis. Técnico: Milton Cruz.

ARBITRAGEM: Vinicius Furlan, auxiliado por Herman Brunel Vani e Luiz Alberto Andrini Nogueira (trio de SP)
GOLS: João Paulo, aos 29 do 1ºT (C). Nogueira, aos 30 do 2ºT.
CARTÕES AMARELOS: João Paulo, Marlon, Luiz Fernando e Sueliton (C). Nogueira, Renan Mota e Matheus Sales (F).
PÚBLICO E RENDA: 2.528, para renda de R$ 50.930
LOCAL: Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
DATA E HORÁRIO: às 21h desta quinta-feira

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma e Figueirense

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCopa SC tem confronto entre JEC e Figueirense na Arena Joinville https://t.co/xS5DjM99cqhá 10 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCriciúma enfrenta o Paysandu para tentar chegar na metade de cima da tabela da Série B https://t.co/pp9PfPOal4há 11 horas Retweet
O Sol Diário
Busca