Criciúma empata com o Atlético-GO no finzinho - Esporte - O Sol Diário
 

Série B11/08/2018 | 18h29Atualizada em 11/08/2018 | 18h35

Criciúma empata com o Atlético-GO no finzinho

Vitor Feijão marca gol nos acréscimos e mantém o Tigre invicto na competição

Criciúma empata com o Atlético-GO no finzinho Guilherme Hahn/Especial/
Foto: Guilherme Hahn/Especial
DC Esportes
DC Esportes

Sofrido, depois de muita briga e com gol redentor nos acréscimos, o Criciúma arrancou o empate em 1 a 1 com o Atlético-GO. Jogando em casa, no Heriberto Hülse, o Tigre largou atrás, no segundo tempo, e depois da confusão que culminou com duas expulsões para cada time, Vitor Feijão insistiu até que a bola encontrasse o barbante para manter o Carvoeiro invicto por cinco partidas nesta Série B do Campeonato Brasileiro e se distanciar mais um pouquinho do Z-4. 

Sem tempo, o Tricolor do Sul de Santa Catarina tenta descansar os jogadores até o compromisso de terça-feira, fora de casa. Às 21h30min, o Criciúma encara a Ponte Preta no Moisés Lucarelli. Enquanto, no sábado seguinte o Dragãoi recebe o Coritiba em Goiânia.

O jogo

Pela segunda vez por causa de lesão, o goleiro Luiz foi a baixa de última hora e Belliato foi o escolhido para defender a moldura tricolor. Ele foi bem aos 16 minutos, em uma jogada veloz do time visitante em que Júnior Brandão ficou de frente após enfiada. Defesa importante que manteve a meta intacta e o Criciúma presente no campo de ataque, mas sem causar perigo similar. Era o jogo que o traiçoeiro Atlético-GO queria. Em outra escapada, aos 25, a desviada de Júnior Brandão parou na trave.  Na sequência, o Tigre respondeu com tiro de fora da área de Elvis que passou perto do poste.

O Dragão cresceu e chegou a impor presença no ataque, mas não teve uma chance real de finalização. Os instantes de susto fez o Carvoeiro acordar e quase abrir o placar. Aos 42, Elvis fez jogada individual que terminou com chute cruzado e com força que foi bloqueado pelo zagueiro Oliveira. Três minutos depois, Carlos Eduardo foi no fundo e botou na pinta para Vitor Feijão, que desviou mal: pra fora. O Criciúma finalizou mais no primeiro tempo (oito a seis), mas o Atlético-GO acertou mais o gol (três a dois).

Os times voltaram do intervalo sem alterações, mas com os goianos mais ofensivos. Porém, o primeiro perigo do segundo tempo foi do Tigre. Aos sete, Marlon recebeu no lado esquerdo, cortou para dentro da área e mandou colocado de direita, mirando o ângulo. A bola ainda triscou o ferro antes de sair. Aos 12, o goleiro do Tigre apareceu bem para cortar um cruzamento que iria encontrar o artilheiro Júnior Brandão. O mesmo fez o Atlético-GO aos 17, em cruzada de Marlon para o centroavante Zé Carlos, que minutos antes. Logo depois da entrada de Alex maranhão, o Dragão chegou ao gol.

Aos 24, a boa jogada culminou com a espalmada de Belliato em cruzada forte de Kayzer. João Paulo mandou voleio no rebote. A redonda tocou o poste esquerdo do goleiro antes de encontrar o barbante. O Criciúma se abriu com a entrada do atacante Andrew na vaga do meia Carlos Eduardo. Aos 33, o Tigre e a torcida lamentou a falta de sorte de Alex Maranhão. Ele pegou sobra dentro da área e mandou de canhota o foguete cruzado e endereçado ao ângulo. A bola explodiu na trave e não entrou. Nos instantes finais houve uma confusão que culminou com as expulsões de dois jogadores do time da casa (Zé Carlos e Marlon) e dois dos visitantes (Gilvan e Júnior Brandão). Foi antes do gol de Vitor Feijão, que premiou a insistência tricolor e a catimba adversária. 

FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA
Belliato; Carlos Eduardo (Andrew), Nino, Liel e Marlon; Jean Mangabeira, Marlon Freitas, Eduardo e Elvis (Alex Maranhão); Joanderson (Zé Carlos) e Vitor Feijão. Técnico: Mazola Júnior.

ATLÉTICO-GO
Jefferson; Jonathan, Oliveira, Gilvan e Bruno Santos; Pedro Bambu, Rômulo e João Paulo (Fernandes); Júlio César (André Luis), Júnior Brandão e Renato Kayzer (William Alves). Técnico: Claudio Tencati.

GOLS: Vitor Feijão, aos 51 do segundo tempo (C). João Paulo, aos 24 do segundo tempo (A).
CARTÕES AMARELOS: Andrew e Vitor Feijão (C). André Luis, Bruno Santos, Jonathan e Oliveira (A).
CARTÕES VERMELHOS: Zé Carlos e Marlon (C). Gilvan e Júnior Brandão (A)

ARBITRAGEM: Rodrigo Carvalhaes de Miranda, auxiliado por Wendel de Paiva Gouvea e Diogo Carvalho Silva (trio do RJ).
BORDERÔ: 4.151 torcedores para uma renda de R$ 62.320
LOCAL: Heriberto Hülse, em Criciúma (SC) 

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

O Sol Diário
Busca