Criciúma encara o vice-líder CSA, fora de casa, em busca de afirmação na Série B - Esporte - O Sol Diário
 

Tigre25/08/2018 | 07h05Atualizada em 25/08/2018 | 07h05

Criciúma encara o vice-líder CSA, fora de casa, em busca de afirmação na Série B

Tigre tenta encerrar sequência negativa para seguir fora da rebaixamento

Criciúma encara o vice-líder CSA, fora de casa, em busca de afirmação na Série B Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC
Renan Medeiros

O aproveitamento do Criciúma no returno da Série B do Brasileiro é de apenas 22,2% nos três primeiros jogos, inferior até aos dos times da zona de rebaixamento. Mas, ainda assim, é superior ao desempenho no turno, quando o primeiro ponto foi conquistado somente na sexta rodada – 0 a 0 contra o Juventude. Copo meio cheio ou meio vazio?

Diante do CSA neste sábado, às 16h30min, o Tigre quer encher a outra metade do copo para colocar fim ao dilema. Uma vitória contra o vice-líder da Série B, na casa do adversário, seria forte indício de que o rebaixamento à Série C de 2019 não vai assombrar o Criciúma no que resta da competição.

– A competição está muito equilibrada e vamos trabalhar para distanciar do Z-4. Vamos em busca desses pontos perdidos fora. Vai ser um jogo muito difícil, contra uma equipe de qualidade que está no G-4, mas estamos confiantes e vamos em busca da vitória – apontou o volante Eduardo. Embora a escalação não esteja confirmada, ele é um dos prováveis titulares para compor o meio de campo do Tigre.

O técnico Mazola Júnior fez na tarde de sexta-feira, em Maceió, o último treino antes da partida. Os principais desfalques são o goleiro Luiz, lesionado, e o lateral-direito Sueliton, suspenso. Belliato será titular e Carlos Eduardo é a escolha mais provável para jogar na lateral.

– A gente não vai abdicar de atacar. Como perdemos dois pontos em casa (contra o Coritiba), temos que buscar fora – afirmou Carlos Eduardo. Volante na base, o jogador já admitiu que quer se firmar como lateral-direito do Tigre.

No único jogo entre CSA e Criciúma realizado em Alagoas, em 1987, o Tigre saiu vencedor pelo placar de 2 a 1. O segundo e último confronto entre as equipes ocorreu no turno desta Série B, com vitória por 3 a 1 dos alagoanos no Heriberto Hülse.

Com 25 pontos, a equipe de Mazola Júnior precisa da vitória para permanecer fora da zona de rebaixamento. Um ponto favorável ao Criciúma é o excesso de desfalques do lado adversário. O CSA também não terá o goleiro titular, Lucas Frigeri, e nem os atacantes Walter, Niltinho e Michel. 

FICHA TÉCNICA - CSA X CRICIÚMA

CSA
Felipe; Celsinho, Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha; Yuri, Pio e Daniel Costa; Didira, Neto Berola e Alemão. Técnico: Marcelo Cabo.

CRICIÚMA
Belliato; Carlos Eduardo, Nino, Liel e Marlon; Jean Mangabeira, Eduardo (Marlon Freitas), Luiz Fernando e Elvis; Vitor Feijão e Zé Carlos. Técnico: Mazola Júnior.

ARBITRAGEM: Andrey da Silva e Silva, auxiliado por Márcio Gleidson Correia Dias e José Ricardo Guimarães Coimbra (trio do PA).
DATA E HORA: sábado, às 16h30min.
LOCAL: Rei Pelé, em Maceió (AL).

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

O Sol Diário
Busca