Geninho acredita em Avaí mais confiante com a segunda vitória seguida em casa - Esporte - O Sol Diário
 

Série B22/08/2018 | 09h12Atualizada em 22/08/2018 | 09h12

Geninho acredita em Avaí mais confiante com a segunda vitória seguida em casa

Equipe azurra consegue dois triunfos seguidos como mandante pela primeira vez na temporada

Geninho acredita em Avaí mais confiante com a segunda vitória seguida em casa Marco Favero/Diário Catarinense
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

O Avaí ganhou do Juventude por 1 a 0 e conseguiu a segunda vitória seguida como mandante, algo que ainda não havia ocorrido em toda a atual temporada azurra. Vencer na Ressacada ajuda a firmar a equipe entre os postulantes ao acesso. Para o técnico Geninho, vale um pouco mais. Para ele, ajuda a fazer com que os torcedores tenham maior confiança no time.

— A partir do momento que você ganha em casa, fica com personalidade, ganha crédito com a torcida. Isso dá confiança, de ver que voltou a ser a equipe que faz de sua casa seu território. Mesmo com dificuldade, você está vencendo e o importante é somar os três pontos. Vamos ver se trazemos um bom resultado de Sorocaba (SP) e depois pensamos no clássico — disse o comandante, projetando os próximos jogos.

O Leão volta a campo no sábado, em compromisso fora de casa. Às 16h30min, a equipe encara o São Bento no Estádio Walter Ribeiro, no interior paulista. Geninho ainda vai estudar o adversário para definir como armar o time: se vai manter a formação com dois zagueiros ou com três atletas na última linha azurra.

— O Juventude veio sem nenhum atacante enfiado, mas com três meias. Seria uma loucura três zagueiros contra três meias, não teria quem marcar. Quando você tem só um atacante, pode usar os dois zagueiros, um marca, outro sobra. Mas fora de casa os times jogam com no máximo um homem. Mas vai depender da proposta do São Bento, como está jogando. Era um time que no início da competição tinha dificuldade ofensiva, está se recuperando. Dentro da postura, faço escolha. Posso jogar com um volante a mais, fora de casa não posso me dar ao luxo de ter só o Judson. Tenho que abrir mão de Marquinhos ou de Moritz — explicou.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Avaí

O Sol Diário
Busca