Moisés Ribeiro é condenado a dois anos de suspensão - Esporte - O Sol Diário
 

DESFALQUE23/08/2018 | 14h50Atualizada em 23/08/2018 | 14h52

Moisés Ribeiro é condenado a dois anos de suspensão

Condenação vale a partir de fevereiro, por doping

Moisés Ribeiro é condenado a dois anos de suspensão MIGUEL ROJO/AFP
Substância proibida foi encontrada no exame antidoping após o jogo contra o Nacional, em Montevidéu Foto: MIGUEL ROJO / AFP

O volante Moisés Ribeiro,da Chapecoense foi condenado a dois anos de suspensão por ter sido flagrada substância proibida em exame andidoping. A Chapecoense foi notificada nesta quarta-feira, pela Conmebol, da decisão do Tribunal Disciplinar da entidade.

A pena passa a contar a partir de fevereiro, quando foi disputa a segunda partida contra o Nacional pela fase de pré-grupos da Libertadores, quando a Chapecoense foi derrotada por 1 a 0. O exame foi realizado após o jogo, em Montevidéu. Moisés Ribeiro não atuou na primeira partida, pois estava lesionado e acabou se recuperando para o segundo jogo. No exame foi constatada a presença de corticoide, que é um anti-inflamatório mas que é proibido por poder melhorar o desempenho dos atletas. 

O Departamento Jurídico da Chapecoense informou que a pena poderia chegar a quatro anos. Também informou que está trabalhando em conjunto com os advogados do atleta para entrar com um recurso contrário à decisão.

Em nota o clube manifesto sua discordância em relação à pena aplicada pelo jogador e que vão tomar as providências necessárias para esclarecer os fatos.

O jogador está afastado dos trabalhos com bola do clube desde que foi anunciado o resultado do exame, no início do ano, ainda durante o Catarinense. 

Em sua passagem pela Chapecoense o volante conviveu com várias lesões. Tanto que, em 2016, não chegou a viajar para a final da Sul-Americana, em que ocorreu o trágico acidente aéreo, pois também se recuperava de lesão.

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca