André Santos cita Flamengo como exemplo para confiar no acesso do Figueirense - Esporte - O Sol Diário
 

Série B21/09/2018 | 13h10Atualizada em 21/09/2018 | 13h16

André Santos cita Flamengo como exemplo para confiar no acesso do Figueirense

Meia reconhece que Alvinegro precisa de uma arrancada imediata para terminar o ano com vaga na elite de 2019

André Santos cita Flamengo como exemplo para confiar no acesso do Figueirense Diorgenes Pandini/Diario Catarinense
Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

Experiente e com passagens por clubes como Flamengo e Corinthians, além da Seleção Brasileira, o meia André Santos utilizou justamente um momento vivido nos tempos do Rubro-negro carioca para manter a confiança no acesso com o Figueirense. A 10 rodadas para o término da Série B do Brasileiro, o jogador reconheceu a necessidade do time arrancar imediatamente se quiser virar a temporada entre os quatro mais bem colocados e, assim, chegar em 2019 na elite do futebol brasileiro. 

– Ainda temos 10 jogos, não tem como não acreditar. Em 2006 (na verdade 2005) eu joguei no Flamengo e precisávamos ganhar oito de nove jogos para sair do rebaixamento. Ganhamos os nove. Estamos falando de um acesso, uma competição que todos estão na briga. Fortaleza perdendo ponto, CSA perdendo ponto. Precisamos fazer nosso trabalho, encaminhar uma sequência de duas vitórias e estamos no campeonato. E ainda vão faltar oito. Enquanto existir chance matemática, não tenha dúvida que eu, o grupo e o Micale vamos acreditar – disse o jogador.

Além dos tropeços nas quatro últimas rodadas, André Santos reconheceu também que o atraso no salário dos jogadores é algo que dificulta o andamento do trabalho. Ele, porém, enalteceu o esforço da diretoria e do presidente Claudio Vernalha para bancar o compromisso financeiro e confia que o elenco vai superar essa situação para focar somente nos jogos que restam na Série B.

– É muito difícil trabalhar e não receber, porém, é um problema que o clube está tentando minimizar. Sabemos a dificuldade que o Vernalha está tendo, mas ele coloca a cara, vem aqui, passa para nós, conversa da dificuldade com clube. Não é novidade para ninguém, sabemos que o salário está atrasado, mas temos a palavra dele, falou que vai pagar, quer pagar e está fazendo de tudo para viabilizar o mais rápido possível. Mas não por isso podemos jogar a toalha, deixar de trabalhar, treinar, competir. Pelo contrário, o futebol é o que nos move. Temos família, compromissos, mas precisamos ser profissionais, independente de problemas – completou.

O Figueirense já atuou pela 28ª rodada. Na terça-feira, a equipe foi derrotada pelo Londrina, por 2 a 0, e pode ficar ainda mais distante do G-4 a depender dos placares dos demais jogos. O Alvinegro volta a campo apenas no próximo dia 29, às 16h30min, quando recebe o Atlético-GO em duelo direto pelo acesso á elite de 2019. No momento, o time comandado por Rogério Micale aparece com 39 pontos na tabela de classificação.

Veja mais notícias do Figueirense
Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018

O Sol Diário
Busca