Marquinhos convoca torcida do Avaí: "Time que quer subir não pode colocar 3 mil" - Esporte - O Sol Diário
 

Série B20/09/2018 | 18h45Atualizada em 20/09/2018 | 18h45

Marquinhos convoca torcida do Avaí: "Time que quer subir não pode colocar 3 mil"

Meia azurra pede apoio do torcedor nos jogos em casa na reta final da Série B

Marquinhos convoca torcida do Avaí: "Time que quer subir não pode colocar 3 mil" Leo Munhoz/Diário Catarinense
Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

Apesar da briga franca pelo acesso à elite, o Avaí considera baixa a média de público na Série B do Campeonato Brasileiro. Nos 13 jogos como mandante, a Ressacada recebeu em média 4,5 mil torcedores. Mais que o estimado pelo meia Marquinhos, mas o ídolo azurra acredita que a campanha na competição – com 16 rodadas no interior do G-4 – é digna de mais torcedores nas arquibancadas. Ele espera que contra o Sampaio Corrêa, às 21h deste sábado, seja com maior torcida.

— Temos feito grande campeonato pelas condições que temos, pelo público que vem no nosso estádio, que acredito ser pequeno. Deveria ser seis ou sete mil pessoal, porque a torcida faz diferença. Time que quer subir não pode colocar três mil. Estamos brigando pelo acesso, perto do G-4. Tem times que nem estão assim e colocam mais torcedores no estádio. Se quisermos um time forte, tem que ter grande público para fazermos caixa, contratar melhores jogadores, mais investimentos para o clube. O torcedor é a causa disso, o Avaí não existe por causa do Marquinhos, por causa do Battistotti (presidente). O coração do clube é o torcedor. Se ele nos abraça, os objetivos ficam mais claros e mais viáveis — disse o jogador que vive a última temporada como atleta no clube em que é formado e é apaixonado.

Recuperado de lesão que o deixou de fora dos últimos jogos, Marquinhos tem chance de voltar a jogar neste sábado, O atleta acredita que reúna condições de ser aproveitado pelo técnico Geninho, seja como titular ou como alternativa para o decorrer da partida ante os maranhenses. No entanto, independente de estar ou não no interior das quatro linhas, espera que a torcida azurra marque presença nesta e nas outras cinco partidas que o Avaí tem até o final da Série B.

— Que abrace a causa porque é um campeonato difícil, em que lutamos contra muitas coisas desfavoráveis. O torcedor pode ser o 12º jogador. Se aposentamos a camisa 12, é para ele vir ao campo e não ficar em casa. O torcedor já mostrou que é algo diferente, que pulsa, quando está na Ressacada. Que volte e com a estima elevada, com pensamento positivo que a gente pode fazer o nosso acesso. A Série B está muito equilibrada, com resultados surpreendentes, disputado, e estamos na briga.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro
Leia mais notícias sobre o
Avaí

O Sol Diário
Busca