Rafael Moura e Marcelo Toscano ganham R$ 420 mil do Figueirense na Justiça - Esporte - O Sol Diário
 

Ações trabalhistas03/09/2018 | 17h45Atualizada em 03/09/2018 | 17h45

Rafael Moura e Marcelo Toscano ganham R$ 420 mil do Figueirense na Justiça

Clube diz que o assunto está entregue ao departamento jurídico e sendo tratado internamente

Rafael Moura e Marcelo Toscano ganham R$ 420 mil do Figueirense na Justiça Charles Guerra/Agencia RBS
Rafael Moura defendeu o Figueirense em 2016 Foto: Charles Guerra / Agencia RBS
DC Esportes
DC Esportes

Dois jogadores que atuaram pelo Figueirense tiveram êxito em ações contra o clube na Justiça. Os atacantes Rafael Moura, o He-Man, e Marcelo Toscano, obtiveram juntos o ganho de causa no valor de R$ 420 mil. 

Moura defendeu o Alvinegro em 2016, cedido por empréstimo pelo Atlético-MG. Atualmente no América-MG, o atacante cobra direitos de imagens atrasados e verbas rescisórias, como férias e 13° salário, totalizando R$ 300 mil. A ação é de junho de 2017. 

Marcelo Toscano jogou pelo Figueirense em 2013. No ano seguinte, ele entrou com ação cobrando salários atrasados e verbas rescisórias que totalizam R$ 120 mil. Atualmente, o atacante defende o Omiya Ardija, time da segunda divisão do futebol japonês. 

Representante dos atletas, o advogado Dyego Tavares entrou com o pedido de penhora das quotas da Série B que o Figueirense teria direito junto à CBF.

– Conversamos com o jurídico do clube no sentido de resolver amigavelmente os processos, mas não houve respostas concretas para resolução dos casos. Assim, não nos resta outra alternativa a não ser buscar as penhoras para assegurar os créditos dos atletas – disse Tavares.

Em nota à reportagem, o Figueirense confirmou as ações, disse que o assunto está entregue ao departamento jurídico do clube e sendo tratado internamente.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais sobre o
Figueirense

O Sol Diário
Busca