Meia Maratona de Florianópolis terá participação de cadeirantes e corredores especiais - Esporte - O Sol Diário
 
 

Corrida de rua14/11/2018 | 20h11Atualizada em 14/11/2018 | 20h11

Meia Maratona de Florianópolis terá participação de cadeirantes e corredores especiais

Organização garante 47 participantes que encaram percursos de 5k, 10k e 21k no último domingo deste mês

Meia Maratona de Florianópolis terá participação de cadeirantes e corredores especiais Foco Radical/Divulgação,Corre Brasl
Foto: Foco Radical / Divulgação,Corre Brasl
DC Esportes
DC Esportes

A Meia Meia Maratona Internacional Mormaii de Florianópolis é de superação e também de inclusão. O evento esportivo na capital catarinense, no dia 25 de novembro, terá a participação de 47 corredores especiais, entre cadeirantes, deficientes visuais e intelectuais. Eles fazem parte dos 5 mil inscritos para as provas de 5k, 10k e 21k, que tem a largada na altura do Trapiche da Beira-Mar Norte, a partir das 7h. As inscrições para a prova foram encerradas nesta quarta-feira. 

Alguns destes atletas encaram as provas com corredores-guia. É a condição de Rosângela Alexandre Laurindo, integrante do projeto Sexto Sentido, que se propõe a acompanhar corredores com deficiência visual.

— Eles treinam como qualquer outra pessoa, têm objetivos e metas, mas até pouco tempo não contavam com uma estrutura apropriada para participar destes eventos. A participação deles em provas nos fez perceber melhora na convivência em sociedade e na família, além da autoestima, tornando-os mais organizados e disciplinados. Sem contar na inclusão e socialização, que faz com que se sintam parte da sociedade — explica Rosângela, umas das 12 corredores-guia que acompanham 12 deficientes visuais farão a prova.

O projeto Pernas Solidárias, de Joinville, também marca presença na Meia Maratona Internacional de Florianópolis com a participação de dois cadeirantes. Um deles é o Eduardo Luiz Gonçalves, portador de atrofia muscular espinhal (AME) e que fará o percurso de 21k com a assistência de dois guias, Acácio Muller e Felipe Nascimento de Araújo.

— Eu considero um ato de amor o que eles fazem. O fato de acolherem e se preocuparem com essas pessoas é de extrema importância. Não se trata apenas de inclusão e, sim, fazer isso com alegria — destaca Cleiton Luiz Tamazzia, idealizador do Pernas Solidárias.

— A integração, socialização e o sentimento de superação que a iniciativa proporciona tanto para quem participa da prova, como para quem assiste é indescritível. E é isso que queremos passar: o quanto a atividade física é fundamental para a rotina, trazendo mais qualidade de vida e bem-estar — descreve Ricardo Ziehlsdorff, diretor executivo da Corre Brasil, organizadora do evento esportivo.

As inscrições vão até 14 de novembro, e para os três trajetos disponíveis, 21k, 10k e 5k. O registro custa a partir de R$ 60. Clique aqui para mais informações sobre inscrições.

Confira mais notícias do esporte catarinense

O Sol Diário
Busca