Moda na praia: banhistas esbanjam estilo em Jurerê Internacional, na Capital - Mar & Areia - O Sol Diário
 
 

Beach style17/01/2013 | 17h12

Moda na praia: banhistas esbanjam estilo em Jurerê Internacional, na Capital

Confira fotos e vídeo com as principais tendências que rolam na praia do Norte da Ilha

Moda na praia: banhistas esbanjam estilo em Jurerê Internacional, na Capital Alvarélio Kurossu/Agencia RBS
Se está na moda, está em Jurerê Internacional Foto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS
Anelize Salvagni

verao@gruporbs.com.br

Néon, animal print, óculos espelhados, o desejado biquíni ripple. Se algo está em alta, desfila nas areias de Jurerê Internacional, em Florianópolis. Fizemos uma blitz na praia para flagrar o beach style do balneário.

SEM MARQUINHA

 

As belas mulheres de Jurerê Internacional gostam de turbinar o bronzeado. Biquínis pequenos e top tomara-que-caia são maioria. Por valorizar o busto, o modelo tomara-que-caia foi o escolhido da fisioterapeuta de Florianópolis Michele Koerich, 30 anos. O detalhe em pedra é superatual.

 

A arquiteta Letícia Ruschel, 28 anos, é de Porto Alegre, mas tem casa em Jurerê há muitos anos. Frequentadora assídua do balneário, investiu em uma tendência forte desta estação: o biquíni ripple, considerado a grande novidade das areias neste verão. O modelo é franzido na parte de trás e dá uma empinada estratégica no bumbum.

 

A argentina Antonella di Santi, 16 anos, trouxe o biquíni preto e branco com detalhes em poás de Buenos Aires. Tomara-que-caia está tão em alta que vale até inovar apostando em babados.

 

CABEÇA FRESCA

Além de manterem os cabelos e o rosto protegidos do sol, os chapéus enchem o look de estilo. O modelo mais usado em Jurerê é o panamá, aposta da estudante Mariana Pinheiro, de Araraquara (SP). Peças em fibras naturais, não importa o modelo, estão em alta — uma boa opção para as viseiras, outro acessório-chave.



O chapéu country ganha roupagem artesanal. Na foto, a bela aderiu ao mesmo modelo usado pela top model Alessandra Ambrósio, vista com o chapéu em Jurerê.

 

ESPELHADOS

Não é preciso procurar muito para achar alguém usando óculos espelhados. São muitos nas areias de Jurerê Internacional, de cores e modelos variados. Taíse Albanezi, 26 anos, de Ribeirão Preto (SP) estreou este que é um dos hits deste verão, ao lado do marido Matheus Fonseca, 27, que também reluzia espelhado na praia.



ANTES E DEPOIS

A saída de praia, companheira de antes e depois da praia, também segue as principais tendências. Mariana Amorim, 31, administradora de São Paulo, escolheu um modelo em rosa néon, influência forte desta estação.

 

Moda vai, moda vem, e as estampas animal sempre têm um espaço no guarda-roupa das mulheres. Em Jurerê Internacional, elas reinam absolutas. A psicóloga Alessandra Battisti, de 34 anos, é moradora de Florianópolis e leva sua canga de oncinha para a praia há anos.



É de short e blusinha que a gaúcha de Cerro Largo Roberta Busse, de 24 anos, gosta de ir à praia. Mas não com uma blusa qualquer. O modelo trazido da Califórnia é todo tramado com cara de feito à mão.

 

PULSEIRISMO E MAXIBRINCOS

Com os acessórios é assim: quanto mais, melhor. A administradora de Brusque Melissa Walendowsky, 32 anos, mantém uma coleção de pulseiras para encher o braço:

— Tenho muito mais, mas na praia não dá para usar tantas por causa do sol, para não ficar marca.



O maxibrinco está de volta. A turista de Frutal, interior de Minas Gerais, Jossane Faccini, de 33 anos, estreou o seu em uma festa de Réveillon em Jurerê Internacional. Nos dias seguintes, ele deu ar fashion ao look de praia.

 

Muito brilho e muito dourado para curtir a praia. Anita Karen (FOTO 3), de 25 anos, veio do Rio de Janeiro e comprou a pulseira e o brinco da foto em Florianópolis.

 

SANDÁLIAS DE DEDO

Queridinhas de brasileiros e desejada por estrangeiros, as sandálias de dedo, principalmente as Havaianas, são a primeira opção de calçado quando o assunto é praia. Hoje, os modelos passam longe do básico: ganham estampas divertidas, solado alto e as fashionistas caveirinhas. Vão das areias ao restaurante e beach clubs.

 

ESPAÇO PARA EXTREMOS

A estação é democrática no que diz respeito aos acessórios. Dos delicados aos enormes, o importante é usar e deixar a produção bonita. Ana Carolina Cravo, de 26 anos, veio do Rio de Janeiro para conhecer Floripa. Entrou no clima e levou o maxicolar branco para a praia.

— Aqui em Jurerê as pessoas se vestem de uma maneira mais arrumada. Coloquei o colar para dar um up no visual — conta, sem se importar com a marca que o sol poderia deixar em seu colo.



As correntes fininhas também têm seu lugar ao sol. A turista de Curitiba Laila Sol e Silva, 27 anos, usou um colar discreto com pingente de boquinha. Ela aposta em modelos mais delicados para não pesar.

 

Confira o vídeo que mostra as tendências da moda em Jurerê:
O Sol Diário
Busca