Dragagem da praia de Piçarras começa a dar os primeiros resultados - O Sol Diário
 
 

Danos da ressaca14/12/2012 | 08h51

Dragagem da praia de Piçarras começa a dar os primeiros resultados

Alargamento de 1,7 quilômetros de orla deve ficar pronto em fevereiro

Dragagem da praia de Piçarras começa a dar os primeiros resultados  Leandro Cardozo de Souza/Divulgação
Draga dinamarquesa começou a operar nesta semana Foto: Leandro Cardozo de Souza / Divulgação
Aos poucos a paisagem da orla central de Balneário Piçarras está sendo reconstruída. A draga Kronborg R, que opera desde a última terça-feira no local com a finalidade de aumentar a faixa de areia, está bombeando areia do fundo do mar para a superfície e nesta sexta-feira já é possível observar o alargamento da praia na altura da Rua José Duarte de Melo.

A dragagem seguirá no sentido Sul até a altura da Rua Marcílio Dias, um trecho de 1,7 quilômetro de praia. O projeto de reconstrução da praia prevê a dragagem de 500 mil metros cúbicos de areia deixar a praia com 30 metros de largura a partir do calçadão.

Os trabalhos devem durar até o início de fevereiro. Para isso, os operários da draga dinamarquesa vão trabalhar durante 24 horas por dia, segundo a prefeitura de Piçarras.

A dragagem se fez necessária devido ao avanço do mar, que fez praticamente desaparecer a areia em alguns trechos. O investimento na obra é de R$ 10 milhões. A previsão inicial da prefeitura era de que a obra iniciaria em novembro deste ano, mas a chegada da draga atrasou.

Como funciona a draga

A aproximadamente 12 quilômetros de distância da costa a areia é sugada do fundo do mar por um braço mecânico para depois ser bombeada até a praia por meio de uma tubulação submersa instalada perto da praia.

Em cada viagem são transportados cerca de mil metros cúbicos de areia. No fim da operação, a draga terá bombeado o equivalente a 32,5mil caçambas grandes.

O SOL DIÁRIO

Notícias Relacionadas

Danos da ressaca 18/10/2012 | 18h54

Prefeitura promete iniciar dragagem na praia de Piçarras em novembro

Descrentes do início da obra, empresários lamentam prejuízos desde que a orla foi destruída

O Sol Diário
Busca