Acne após os 25 anos: saiba quais são as causas e os tratamentos adequados - O Sol Diário
 
 

Sua pele11/03/2013 | 18h41

Acne após os 25 anos: saiba quais são as causas e os tratamentos adequados

Peles oleosas sofrem mais com espinhas, que aparecem quando há gordura em excesso

Acne após os 25 anos: saiba quais são as causas e os tratamentos adequados Stock Photos/Divulgação
Bactérias do rosto liberam toxinas, que geram uma inflamação com pus onde surgem as acnes Foto: Stock Photos / Divulgação
Engana-se quem pensa que espinha é um problema enfrentado apenas pelo público adolescente. É cada vez mais comum mulheres com idade entre 25 e 35 anos que se deparam com o surgimento de cravos e espinhas causadas, principalmente, por alterações hormonais e agravadas pela má alimentação, estresse, tabagismo, cafeína, utilização de determinados medicamentos (cortisona e antidepressivos, entre eles), uso inadequado de cosméticos e até mesmo por excesso de vitaminas ou exposição ao sol.

De acordo com o dermatologista Fernando Passos de Freitas, o quadro de acne na fase adulta também acomete homens, mas o público feminino continua sendo mais vitimado pelo problema, sofrendo até em torno de três vezes mais.

— Algumas das causas da acne adulta são as alterações hormonais devidas às disfunções ovarianas, sendo mais frequente a síndrome dos ovários micropolicísticos. O órgão nivela as taxas de hormônio masculino e feminino no corpo da mulher e, quando desregulado, a testosterona fica em alta, causando excesso de oleosidade na pele — explica.

Neste caso, é preciso procurar um especialista para diagnosticar o causador do problema. Caso o exame de sangue confirme a presença da síndrome, um ginecologista pode indicar o uso de um anticoncepcional específico para regular essa disfunção. As peles oleosas são as que mais sofrem com espinhas, pois elas surgem quando a epiderme produz gordura em excesso, e o sebo acaba obstruindo os poros. Em contato com esse acúmulo, as bactérias do rosto liberam toxinas, que geram uma inflamação com pus e, por fim, surgem as acnes. O dermatologista ainda alerta para a ‘acne cosmética’, provocada pelo uso incorreto de produtos hidratantes, excesso de maquiagem, filtro solar inadequado e cremes oleosos nos cabelos.

— As mulheres costumam comprar maquiagens, hidratantes e cremes anti-idade oleosos demais, incompatíveis com a pele, e isso contribui para o agravamento do quadro — avisa o médico.

Proteja a sua pele

Se você vive esse drama, a dica é não cutucar as espinhas e os cravos, pois isso pode agravar a lesão. Os micro-organismos presentes nas unhas podem causar um processo inflamatório na acne, piorando o estado da pele e aumentando as chances de virar uma cicatriz. O segredo para amenizar o risco de surgir espinha é limpar o rosto com produtos antiacne, optar pela maquiagem hipoalergênica e observar se algum alimento agrava o quadro.

— Antes de iniciar qualquer tratamento de combate à acne adulta é preciso diagnosticar a causa base. Como é um problema de múltiplas causas, há vários tipos e graus de tratamentos e produtos que vão desde fórmulas contendo ácido salicílico, enxofre e peróxido de benzoíla a antibióticos e retinóides — revela o especialista.

Segundo o médico, um bom ritual de beleza para quem tem tendência à acne é lavar o rosto duas vezes ao dia com sabonete líquido, usar adstringente suave e aplicar filtro solar com hidrossolúvel associado aos produtos secativos. Também é importante fazer esfoliações, duas vezes por semana, com sabonete ou gel específicos. Para que todos esses procedimentos sejam eficazes é indispensável buscar orientação de um dermatologista.

Bons hábitos para manter a pele livre de acnes

A alimentação inadequada é outra inimiga da pele lisinha. Alguns alimentos ricos em gorduras podem deixá-la mais oleosa e contribuir para o surgimento de espinhas. Evite doces, frituras e gorduras. No geral, mantenha uma alimentação balanceada em fibras e vitaminas que têm a capacidade de proteger a pele.

Relaxe!

O estresse é outro vilão. Ele é responsável por fazer as glândulas suprarrenais liberarem mais hormônios masculinos, provocando a produção de mais oleosidade e bloqueando os poros. Por isso, procure evitar situações estressantes e relaxe. A sua pele agradece.

Lembre-se:

Nada de espremer as espinhas. Isso só serve para ganhar uma cicatriz. Use gel secativo ou o produto indicado pelo seu dermatologista no local.

Mantenha uma boa higiene do rosto. Lave duas por dia com sabonete neutro.

Não use produtos indicados por quem não é médico. Mesmo que o produto tenha sido bom para sua amiga, ele pode não funcionar para você, pois cada pele tem um tipo e exige um tratamento específico.

Se você possui cicatrizes de espinhas antigas, procure um dermatologista para indicar procedimentos a laser. Os resultados são muito satisfatórios e ajudam a sumir com essas marcas.

DIÁRIO CATARINENSE

O Sol Diário
Busca