Como aliviar as dores e o inchaço nos seios durante e após a gravidez - O Sol Diário

Amamentação03/03/2013 | 15h37

Como aliviar as dores e o inchaço nos seios durante e após a gravidez

Mamilos escurecem e incham, as dores aumentam e podem surgir estrias e flacidez

Como aliviar as dores e o inchaço nos seios durante e após a gravidez Divulgação/
Após o nascimento do bebê, a dor nas mamas pode aumentar pelo estímulo nos mamilos para as primeiras sugadas do recém-nascido Foto: Divulgação
Dentre as diversas modificações que ocorrem no organismo materno durante a gravidez estão as alterações nas mamas, como aumento de tamanho, inchaço, aumento da sensibilidade, mudança na coloração da aréola e do mamilo. Essas alterações são importantes para preparar as mamas para a produção de leite e iniciar a amamentação. O inchaço e a sensibilidade podem acarretar desconfortos que vão acompanhar a gestante até o final da gravidez. Geralmente a sensibilidade nos seios ocorre desde as primeiras semanas de gravidez. Segundo a ginecologista e obstetra Erica Mantelli, há mulheres que confundem a rigidez nos seios com os sintomas da menstruação.

— Durante o período menstrual, o inchaço é passageiro, ao contrário do que ocorre na gestação. Na gravidez ocorre aumento da circulação sanguínea, podendo levar a um inchaço mais prolongado e maior sensibilidade, que pode persistir durante toda gravidez — explica a médica.

Além disso, a produção de hormônios nas glândulas mamárias pode elevar a temperatura das mamas.

— Isso é comum, mas se a gestante notar vermelhidão, apresentar febre, dor nas mamas, mal estar e calafrios, precisa conversar com o seu médico. Tais sinais podem alertar para uma inflamação, a mastite, causada pelo acúmulo de leite e infecção. Isso pode ocorrer na gestação e na fase pós-parto — alerta.

O sutiã ideal durante a gravidez

Uma alternativa para amenizar dores e inchaço durante a gravidez é utilizar um sutiã mais confortável. Segundo Erica, o ideal é escolher modelos sem meia taça com aro, pois sutiãs deste modelo tendem a apertar ou machucar as mamas. Além disso, as alças devem apresentar boa sustentação para aliviar o peso e garantir mais conforto. Na hora de dormir, é melhor escolher um top de ginástica ou um sutiã sem fechos e fivelas para não incomodar. As grávidas que praticam exercícios devem utilizar um sutiã com nível de sustentação adequado para a atividade praticada.

É hora de amamentar

Após o nascimento do bebê, a dor nas mamas pode aumentar pelo estímulo nos mamilos para as primeiras sugadas do recém-nascido. Nesse período podem surgir fissuras, que são pequenas rachaduras. Para evitar este problema, é importante não limpar o leite que escorre dos mamilos, pois este tem ação de proteção nas mamas. Depois dessa fase de amamentação, é natural que as mamas voltem ao normal.

— As mamas podem até diminuir, pois o músculo fica um pouco enfraquecido. E para evitar que uma mama fique maior que a outra devido à amamentação, é importante alternar os seios na hora de alimentar o bebê.

Cuidados especiais

Vale tomar alguns cuidados para minimizar todos esses desconfortos que podem afetar as mamas:

Na gravidez, os mamilos escurecem e incham, as dores aumentam e podem surgir estrias e flacidez. Evite usar sabonetes e cremes nos mamilos. Os hidratantes podem ser usados nas mamas, evitando os mamilos e aréolas. A hidratação deixa a pele mais fina, e se o mamilo for hidratado em excesso pode sofrer rachaduras mais facilmente.

Na primeira consulta de pré-natal seu médico deve analisar suas mamas e orientá-la sobre os cuidados especiais de acordo com o seu tipo de mamilo.

Para gestantes que apresentam mamilos muito pequenos, planos e até invertidos existem alguns exercícios que melhoram o formato do mamilo, deixando-o mais apto para amamentação.

A gestante pode fazer exercícios manuais diários, com movimentos fáceis como por exemplo segurar o mamilo com o dedo indicador e polegar e delicadamente realizar movimentos de esticar o mamilo e torcer para a esquerda e a direita.

Mulheres de pele muito clara e sensíveis tendem a ter mais facilidade para rachaduras. O uso esporádico de buchas no mamilo pode ajudar a deixar a pele do mamilo mais espessa, com menos tendência para machucados e rachaduras.

Não esfregue em excesso buchas ou toalhas nos mamilos, pois o desgaste da pele favorece o aparecimento de lesões e retira a proteção natural da pele.

Banho de sol nos mamilos durante 15 minutos ajuda a manter a pele do mamilo mais firme e resistente, com menos propensão a rachaduras. Prefira o sol da manhã ou do final da tarde e use filtro solar.

Todo exercício ou uso de buchas deve ser recomendado pelo seu médico, para que isso não prejudique ao invés de ser benéfico.

Durante as mamadas é importante posicionar o bebê adequadamente fazendo com que ele pegue o mamilo por inteiro.

A amamentação é um momento muito importante, pois além de fornecer o alimento mais rico e completo para o crescimento do seu filho, é um momento mágico, de troca de calor, amor e carinho.

A amamentação não deve ser dolorosa. Se estiver com muita dor, provavelmente a pega do bebê está errada. Converse com seu médico e explique o que está sentindo.

As mamas podem latejar e tendem a sofrer pequenas rachaduras, principalmente quando a pega da boca do bebê é inadequada.

Depois de amamentar não lave os mamilos, deixe o restinho do leite, pois ele atua como um cicatrizante natural.

Se a mama estiver muito cheia, dolorida, vazando leite e o bebê não estiver conseguindo sugar corretamente, procure retirar um pouco de leite antes da mamada, com ordenha manual ou com uma bombinha para aliviar o inchaço e o efeito dolorido.

DIÁRIO CATARINENSE

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAlém da vitória, Avaí tem três objetivos no jogo contra o Cruzeiro https://t.co/OGIn0G4sfIhá 29 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioChapecoense vence o Vitória fora de casa por 2 a 1  https://t.co/PrevzUCUkxhá 13 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros