Prefeito de Penha, Evandro dos Navegantes, diz que quer mudança na continuidade - O Sol Diário
 
 

100 Dias12/04/2013 | 20h50

Prefeito de Penha, Evandro dos Navegantes, diz que quer mudança na continuidade

Administrador alega que está mais experiente e diz que a prioridade é o turismo

Prefeito de Penha, Evandro dos Navegantes, diz que quer mudança na continuidade Rafaela Martins/Agencia RBS
Evandro dos Navegantes quer fazer parceria com Parque Beto Carrero para divulgar a cidade Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS

Governando pelo segundo mandato consecutivo o município de Penha, o prefeito Evandro dos Navegantes (PSDB) quer usar a experiência adquirida nos últimos quatro anos para administrar com muito mais planejamento a partir de agora.

>>> Confira também as entrevistas dos prefeitos de Balneário Piçarras, Navegantes, Itapema e Camboriú.

Entre as prioridades da nova gestão tucana, destaque para o turismo. As ações se concentram em uma Via Gastronômica na Praia da Armação do Itapocorói e na divulgação da cidade como roteiro turístico, aliada à imagem já consolidada do Parque Beto Carrero World.

Em vídeo, Evandro dos Navegantes fala dos 100 dias de governo.

A entrevista com Evandro faz parte da série sobre os 100 dias de mandato dos prefeitos.

Experiência

"Esses 100 primeiros dias basicamente foram trabalhados no planejamento. É um governo de continuidade, mas existe mudança de atitude e de planejamento. Então na verdade não só nos 100 dias, mas nos primeiros seis meses, o nosso pensamento é planejar tudo que pretendemos fazer nos quatro anos de administração. Já fizemos uma reforma administrativa e agora estamos cadastrando mais de R$ 20 milhões em projetos junto ao Governo Federal. No meu primeiro mandato eu não tinha tanta experiência. Na primeira gestão, em seis meses, eu inaugurei oito obras no dia 19 de julho, que é aniversário da cidade. Agora, em 19 de julho de 2013, eu pretendo lançar oito obras. Para ver como este semestre será de planejamento, para executar nos meses seguintes."

Via Gastronômica

"Uma de nossas prioridades na infraestrutura é a iluminação de toda a região da Praia Central de Penha. Estamos finalizando o projeto da obra, que custará R$ 1,5 milhão mais ou menos. Com isso vamos iluminar oito praias, em um trecho de aproximadamente sete quilômetros. Também queremos inaugurar no fim do ano lá na Armação do Itapocorói a Via Gastronômica. Já conseguimos recursos do Governo do Estado e acredito que entre 60 e 90 dias estarei assinando o convênio para executar obra. A ideia é ter pavimentação asfáltica, uma praça e um calçadão. Naquele canto já temos quatro bons restaurantes, e estamos fomentando a ida de novos estabelecimentos para lá. Queremos dar isenção de até 70% em todos os impostos municipais para que restaurantes, choperias e lanchonetes se instalem na região."

Saneamento

"Tenho certeza que o sonho de todo morador de Penha é ter saneamento básico. Temos 19 praias e elas estão ficando impróprias para banho. Nosso pensamento é dar prioridade a essa obra de infraestrutura, que é também decisiva para o turismo. Vamos tratar todo o esgoto da cidade, com recursos que devem ultrapassar R$ 70 milhões. Ainda estamos decidindo como será feito esse processo e temos três caminhos possíveis. Podemos buscar convênio com a Casan, captar recursos federais junto à Funasa ou procurar a iniciativa privada para uma concessão. O passo inicial é terminar o plano de saneamento, que vai dizer o tempo e o custo da obra. Já estamos com quase 70% do plano pronto e a partir da conclusão vou analisar as possibilidades."

Taxa de lixo

"Essa situação é de um contrato de 2007, que foi suspenso por decisão judicial. A empresa que faz a coleta conseguiu ganhar na Justiça e voltou a fazer o trabalho a partir de janeiro de 2013. O que acontece é que a empresa quer buscar todas as perdas de valores e reajustes desde 2007. No momento, isso está em discussão no Poder Judiciário. Enquanto não for decidido, a empresa é obrigada a recolher o lixo, sob pena de multa diária, e nem o município nem os contribuintes pagam nada pelo serviço prestado. Hoje, a cobrança está suspensa e não tem previsão para uma decisão da Justiça."

Turismo

"Semana passada tive uma reunião com o novo diretor de marketing e vendas do Parque Beto Carrero. Nós vamos começar agora a definir politicas públicas para divulgar a cidade e o Beto Carrero. O objetivo é fazer com que as agências de viagem não vendam apenas o parque, mas vendam também Penha. O município tem crescido constantemente, a rede hoteleira se expandiu e não deixa a desejar a cidades vizinhas que hoje absorvem esse público. O grande problema é que a agência de viagem precisa conhecer a cidade, porque quando o turista está no Rio de Janeiro, São Paulo ou Nordeste, ele compra o pacote fechado. Ele é estimulado a dormir em Balneário Camboriú, fazer compras em Brusque... Precisamos que o turista compre o Beto Carrero e fique também na cidade, indo às praias, passeando nas escunas e visitando os pontos turístico. Vamos ter um trabalho de divulgação em parceria com o parque. Isso é importante tanto para eles quanto para o município de Penha."

Falta de água

"Nesta temporada, tivemos falta de água em momentos pontuais, mas não foi por capacidade de produção. Até fizemos reunião porque estávamos preocupados com nossa produção de água, mas esses problemas maiores acabaram não ocorrendo. O que aconteceu é que em determinados locais da cidade você tem uma tubulação mestre. Se ela rompe, corta o fornecimento naquele ponto e todo um trecho fica sem abastecimento. Essa situação ocorreu em alguns locais, mas de forma esporádica. Com a questão do saneamento, vamos minimizar de vez esses os problemas de água, construindo tanto uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) quanto uma Estação de Tratamento de Água (ETA)."

O SOL DIÁRIO

O Sol Diário
Busca