Tubarão-baleia encontrado em Porto Belo será exposto no Museu da Univali - O Sol Diário
 
 

Encalhado na praia09/06/2013 | 19h19

Tubarão-baleia encontrado em Porto Belo será exposto no Museu da Univali

Peixe que encalhou na Praia do Perequê passará por processo de conservação

Tubarão-baleia encontrado em Porto Belo será exposto no Museu da Univali Rafaela Martins/Agencia RBS
Peixe chegou ao prédio do museu na tarde de domingo Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS
Fernanda Friedrich (especial)

reportagem@osoldiario.com.br

O tubarão-baleia que encalhou e morreu na Praia de Perequê, em Porto Belo, na manhã de domingo foi transportado pela BR-101 até o Museu Oceanográfico da Univali, em Balneário de Piçarras, durante à tarde.

O transporte chamou a atenção dos motoristas que passavam pela rodovia. Muito chegaram a parar para tirar fotografias. O animal deve passar por um processo para descobrir as causas da morte e, em seguida, receber um tratamento especial para ser incluído ao acervo do museu.

— O processo para expor o tubarão é um tanto demorado, existe toda uma logística para ver como será feita a conservação — explica o historiador Alberto Luciano Fronza, que participou do transporte.

O translado causou tumulto no trecho entre as duas cidades, na rodovia. Muitas pessoas diminuíam a velocidade e chegavam a parar os automóveis no acostamento para tirar fotos do animal. O trânsito ficou mais intenso na região entre às 14h e às 15h, mas logo depois voltou ao normal, assim que o tubarão chegou no campus da Univali, em Piçarras.

Morte

O animal encalhou no Litoral catarinense durante a madrugada de sábado para domingo. De acordo com Fronza, uma ligação feita na última terça-feira avisou os profissionais de que um tubarão tinha sido capturado por uma rede de pesca e em seguida liberado. O tubarão-baleia ainda estava vivo quando foi encontrado, mas acabou morrendo no final da manhã de domingo.

O professor de Oceanografia Paulo Ricardo Schwingel afirmou que o animal não é alvo de pesca no Brasil e que em diversos países, inclusive o nosso, é proibida a captura do peixe.

— Eles são organismos muito frágeis com o crescimento lento, a maturação tardia e a fecundação baixa. Inclusive a espécie está ameaçada de extinção — lembra.

As medidas oficiais do animal ainda não foram divulgadas, mas a estimativa é de que ele tenha de oito a nove metros e pese cerca de seis toneladas. De acordo com o Museu Oceanográfico de Balneário de Piçarras, ele será o maior turbarão-baleia em exposição no mundo.

O tubarão-baleia
— É o maior de todos os tubarões e o maior peixe vivo conhecido
— Inofensivo ao homem
— Pode pesar até 20 toneladas 
— O tamanho pode variar entre cinco e 14 metros de comprimento
— Encontrado em oceanos tropicais e com águas quentes, com exceção do Mediterrâneo
— Geralmente se encontra a partir de 200 quilômetros da costa

O SOL DIÁRIO

O Sol Diário
Busca