Pesquisa aponta que construção civil em Balneário Camboriú e Camboriú gerou R$ 9 bilhões em cinco anos - O Sol Diário
 
 

Desenvolvimento26/11/2013 | 07h03

Pesquisa aponta que construção civil em Balneário Camboriú e Camboriú gerou R$ 9 bilhões em cinco anos

Levantamento será apresentado nesta terça-feira, em um evento no Sinduscon

Pesquisa aponta que construção civil em Balneário Camboriú e Camboriú gerou R$ 9 bilhões em cinco anos Marcos Porto/Agencia RBS
Balneário Camboriú tem a segunda maior verticalização do país Foto: Marcos Porto / Agencia RBS

Um estudo feito pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) de Balneário Camboriú e Camboriú aponta um raio X do segmento nas cidades do Litoral Norte. De acordo com a pesquisa, dos visitantes de Balneário Camboriú que procuram um imóvel, 47% tem interesse no bem como lazer, 31% como moradia e 21% para investimento.

A cidade também apresenta a segunda maior verticalização do Brasil, com 57% dos domicílios ocupados sendo verticais. No aspecto geração de riqueza, entre 2008 e 2013, a área liberada por alvarás de construção na região (Balneário Camboriú e Camboriú) somou quase 7 milhões de metros quadrados autorizados para obras, gerando uma riqueza que pode ser estimada em cerca de R$ 9 bilhões (considerando valores correntes do CUB).

A pesquisa mostra características do consumidor, comportamento do mercado e inúmeros outros dados que permitem visualizar de maneira real o atual momento do setor, além de uma radiografia do perfil do consumidor de imóveis na região.

Para o presidente da entidade, Carlos Humberto Metzner Silva, o estudo é de extrema relevância, considerando a importância econômica do mercado imobiliário na região e sua capacidade de influir no desenvolvimento das cidades.

— São dados que nos permitem um diálogo claro e objetivo com relação à nossa região. São aspectos conclusivos que podem não somente auxiliar no planejamento de ações por parte de empresários e construtores, mas também favorecer políticas estratégicas para o desenvolvimento da nossa cidade — explica Silva.

Os resultados serão apresentados hoje, às 16h na sede do Sinduscon, no Bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú.

Outros aspectos levantados na pesquisa

— Volume ofertado
— Estoque disponível
— Tipos de imóveis
— Perspectivas futuras de negócios
— Preços totais e relativos
— Regiões das cidades de maior oferta e valorização (com preço médio por metro quadrado e perfis de ocupação)
— Perfil do consumidor de imóveis na região

O SOL DIÁRIO

Notícias Relacionadas

Nas alturas 24/07/2013 | 07h03

Balneário Camboriú, no Litoral Norte de SC, inaugura neste sábado o maior prédio residencial do Brasil

Construção coroa a tendência da cidade em receber grandes empreendimentos imobiliários

Construção civil 19/07/2013 | 20h30

Intercâmbio de construtoras fortalece negócios no Litoral Norte

Enquanto o Grupo Brava Beach abre loja em Curitiba, Hestia, Thá e imobiliária Apolar firmam os pés na região

Mãos à obra 01/06/2013 | 06h32

Procura por capacitação na construção civil cresce 20% ao ano em Itajaí e Balneário Camboriú

Empresas e sindicatos incentivam os trabalhadores a se especializarem

Pesquisa nacional 17/05/2013 | 20h35

Balneário Camboriú tem o metro quadrado mais caro de Santa Catarina

Barras Norte e Sul têm imóveis usados que podem custar até R$ 8,1 mil, segundo pesquisa

Um grande canteiro de obras 10/05/2013 | 21h01

Construção civil investe quase R$ 1,7 bi no Litoral Norte nos próximos anos

Números da Caixa Econômica Federal apontam 38 empreendimentos previstos para sair na região

O Sol Diário
Busca