Operação Trato Feito põe sob suspeita licitação e construção da Passarela da Barra, em Balneário - O Sol Diário
 
 

Suspeitas de corrupção e fraude23/09/2014 | 06h31

Operação Trato Feito põe sob suspeita licitação e construção da Passarela da Barra, em Balneário

Relatório do Gaeco aponta inclusive a possível existência de uma organização criminosa nos bastidores da obra

Operação Trato Feito põe sob suspeita licitação e construção da Passarela da Barra, em Balneário 1/Agencia RBS
Gaeco diz ter concluído que Niênio e Renan estão à frente da construção da passarela Foto: 1 / Agencia RBS
Dagmara Spautz, Diogo Vargas e Patrízia Krieser

reportagem@osoldiario.com.br

A investigação da Operação Trato Feito que apura fraudes envolvendo a Passarela da Barra coloca sob suspeita desde a licitação do projeto até a execução da obra. O relatório do Gaeco aponta inclusive a possível existência de uma organização criminosa "capitaneada" pelo presidente da Compur (Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Balneário Camboriú), Niênio Gontijo, e integrada pelo filho Renan Diegoli Gontijo, pelo diretor da Compur Giovane da Silva Constante, além de Rodrigo Hartmann Dobner – sócio administrador da Helpcon (executa a passarela) – e Rogério Vargas Elisbão – proprietário da Conceb (responsável pelo projeto).

Leia mais:
>> Apuração do Gaeco aponta falhas na comissão de licitações
>> Escutas telefônicas apontam três núcleos ligados a supostas fraudes
>> Prefeitura de Balneário suspende três licitações investigadas pelo Gaeco
>> Quem são os presos da Operação Trato Feito em Balneário Camboriú
>> "O Ministérió Público errou na dose", avalia o prefeito Piriquito
>> Ocultação de provas gera novas buscas da Operação Trato Feito
>> Operação do MP coloca sob suspeita obras de grande porte em Balneário

Durante o monitoramento, o Gaeco diz ter concluído que Niênio e Renan são sócios "de fato" de Rodrigo (da Helpcon) na execução desta obra, estando os dois à frente da construção, enquanto Rodrigo ficaria encarregado de receber os valores da prefeitura, fazer pagamentos de maiores vultos referentes aos materiais e repassar parte do recebido a Niênio e Renan.

O Gaeco relaciona um resumo de interceptações que indicarim que Niênio está à frente da obra. Entre as quais há uma ligação interceoptada de Niênio para engenheira da empresa, chamando a atenção porque os dois acessos das torres estão impedidos e manda que libere um deles. Para a investigação, fica clara a subordinação da profissional aos seus comandos.

Para o Gaeco, ficou evidente ainda que Niênio é quem comanda a obra e que tem o filho Renan como subordinado. O relatório destaca uma gravação de 28 de junho, entre Renan e sua mãe, em que o engenheiro civil diz "a gente trabalha há três anos juntos. (...). Meu pai paga meu salário".

A investigação diz ter verificado ainda que o engenheiro responsável pela obra, ao menos no período das investigações, não teve qualquer participação nos assuntos afetos à construção. A apuração do Gaeco verificou a presença de Rogério em alguns assuntos referentes à execução – quando ele só faz parte da comissão de fiscalização.

No dia 25 de junho, Rogério conversa com uma engenheira da Helpcon sobre cabos de elevadores. Para o Gaeco, essa gravação deixa clara também que não está sendo levado em conta o projeto original do empreendimento.

Contrapontos

Niênio Gontijo e Renan Gontijo, presidente da Compur e seu filho, respectivamente
Tanto o telefone celular pessoal de Niênio quanto o de Renan Gontijo seguiam desligados ontem. A reportagem procurou o advogado dos dois, Oswaldo Horongozo Filho, mas ele não foi localizado até a noite desta segunda-feira.

Rodrigo Hartmann Dobner, engenheiro diretor da Helpcon, empresa das obras da Passarela da Barra
O advogado de Hartmann, Maykon Reghin Lopes, disse que a empresa Helpcon atua há 15 anos no mercado e que a companhia toma todas as decisões executivas da obra. Disse que a atuação de Niênio Gontijo é apenas na fiscalização do empreendimento, para ver se está sendo cumprido o projeto executivo. Mas admite que, pela experiência de Niênio no setor de construção civil, a opinião dele é levada em conta em alguns assuntos, na tomada de decisões da Helpcon. Afirmou também que esse trabalho de Niênio recebe suporte por parte de seu filho, Renan Gontijo, mas não soube esclarecer qual o vínculo de Renan com a prefeitura. Disse apenas que ele não é funcionário da Helpcon.

Rogério Vargas Elisbão, engenheiro civil, membro da comissão de fiscalização da obra da Passarela da Barra e proprietário da Conceb
O advogado Daniel Moreno Ferreira da Silva, disse que como o processo corre em segredo de Justiça, não podia comentar sobre o mérito da investigação.

Giovane da Silva Constante, engenheiro civil, diretor técnico da Compur e responsável pela fiscalização da obra
Em cinco tentativas no telefone declarado à OAB pelo advogado Diego Montibeler, defensor de Giovani da Silva Constante, a resposta foi um aviso de que o número é inexistente.

O SOL DIÁRIO

Notícias Relacionadas

Operação Trato Feito 23/09/2014 | 06h11

Apuração do Gaeco aponta falhas em comissão de licitações de Balneário Camboriú

Secretaria de Gestão e Administração, que seria o cerne das fraudes investigadas na prefeitura

Operação Trato Feito 23/09/2014 | 06h05

Escutas telefônicas apontam três núcleos ligados a supostas fraudes na prefeitura de Balneário Camboriú

Secretarias de Administração, Planejamento Urbano e Obras e Companhia de Desenvolvimento e Urbanização estariam relacionadas ao esquema, todas com participação de empresas privadas

Suspeitas de corrupção e fraude 18/09/2014 | 20h13

Prefeitura de Balneário Camboriú suspende três licitações investigadas pela Operação Trato Feito

Principal cancelamento envolve concorrência pública para construção do Elevado da Quarta Avenida

Investigação 18/09/2014 | 15h31

Três dos 14 presos na Operação Trato Feito são soltos

Investigados foram liberados entre terça-feira e quarta-feira

Suspeitas de corrupção e fraude 18/09/2014 | 12h29

Prefeitura de Balneário avalia suspender licitações investigadas pela Operação Trato Feito

Um conjunto de medidas devem ser divulgados pelo município no fim da tarde desta quinta-feira

Suspeitas de corrupção e fraude 17/09/2014 | 18h13

Quem são os presos na Operação Trato Feito em Balneário Camboriú

Detidos em ação do Gaeco continuam sendo ouvidos no Presídio da Canhanduba, em Itajaí

Trato Feito 16/09/2014 | 21h09

Ocultação de provas gera novas buscas da Operação Trato Feito em Balneário Camboriú

Nesta terça-feira foram cumpridos mais três mandados para coleta de provas

Trato Feito 15/09/2014 | 22h17

Operação do Ministério Público coloca sob suspeita obras de grande porte em Balneário Camboriú

Durante ação, 14 pessoas foram presas, entre elas integrantes do primeiro escalão da prefeitura

Investigação 15/09/2014 | 20h55

Prefeitura de Balneário Camboriú emite nota oficial sobre Operação Trato Feito

Ação que apura supostas irregularidades administrativas foi deflagrada nesta segunda-feira

Ação policial 15/09/2014 | 11h06

Operação Trato Feito cumpre mandados de prisão em Balneário Camboriú

Ação do Gaeco ocorre também em Camboriú, Porto Belo e outras seis cidades do Estados

Empreendimento 28/04/2014 | 06h31

Obras da Passarela da Barra, em Balneário Camboriú, chegam à reta final com incertezas

Após dois anos e alguns aditivos, investimento na passarela soma quase R$ 28 milhões

O Sol Diário
Busca