Guarda Armada de Itajaí é aprovada em segunda votação na Câmara - O Sol Diário
 
 

Legislativo21/11/2014 | 08h21

Guarda Armada de Itajaí é aprovada em segunda votação na Câmara

Projeto, que recebeu 15 votos a favor e quatro contra, agora vai para sanção do prefeito

Confirmando as expectativas e novamente apoiada na vontade popular, mas com muitas ressalvas quanto aos resultados na prática, a Câmara de Vereadores de Itajaí aprovou em segunda votação a criação da Guarda Municipal Armada, nesta quinta-feira à noite.

Desta vez foram 15 votos a favor e quatro contra, com destaque para apenas uma mudança em relação à votação anterior. Osvaldo Mafra (SD), membro da situação, foi contra o projeto nesta quinta-feira. Dulce Amaral, do PSD, mais uma vez esteve ausente.

::: Implantação da Guarda Armada em Itajaí deve levar pelo menos um ano
::: Criação da Guarda de Itajaí é aprovada na primeira votação na Câmara
::: OAB oficializa parecer contrário a Guarda Armada de Itajaí
::: Conheça os argumentos dos vereadores que são contra e favor da Guarda
::: Inconstitucionalidade ameaça implantação da Guarda Armada em Itajaí

A sessão durou mais de três horas e meia e o debate sobre a Guarda teve discussões acaloradas em determinados momentos, principalmente entre os vereadores Anna Carolina Martins (PRB), Osvaldo Mafra, Giovani Felix (PT) e Calinho Mecânico (PP), que foram mais contundentes nas críticas, e os vereadores José Alvercino Ferreira (PP), Thiago Morastoni (PT) e Clayton Batschauer (PR), defensores mais ferrenhos do projeto.

Faltando apenas a sanção do prefeito Jandir Bellini (PP) para a proposta virar realidade, o governo, por meio da Secretaria de Segurança, começa agora os preparativos para o concurso público que preencherá as 120 vagas iniciais.

O processo deve ser longo e a administração municipal ainda não estima nenhuma data para que os agentes estejam atuando nas ruas. Já entre os principais apoiadores do projeto na Câmara, que teve como maior entusiasta o vereador e presidente da Comissão de Segurança da Casa, José Alvercino Ferreira (PP), há uma projeção de que os trabalhos possam começar efetivamente no fim de 2015.

O SOL DIÁRIO

O Sol Diário
Busca