Sócios e diretor da Arxo estão presos na mesma carceragem da Polícia Federal que Alberto Youssef e Nestor Cerveró - O Sol Diário
 
 

Operação Lava-Jato06/02/2015 | 20h19Atualizada em 06/02/2015 | 20h23

Sócios e diretor da Arxo estão presos na mesma carceragem da Polícia Federal que Alberto Youssef e Nestor Cerveró

Diretor financeiro, Sergio Marçaneiro, foi ouvido pela primeira vez na tarde desta sexta

Sócios e diretor da Arxo estão presos na mesma carceragem da Polícia Federal que Alberto Youssef e Nestor Cerveró  Salmo Duarte/Agência RBS
Irmãos Gilson e João Gualberto foram colocados em celas diferentes Foto: Salmo Duarte / Agência RBS

Os sócios-proprietários e o diretor financeiro da Arxo de Balneário Piçarras estão presos na mesma carceragem da Polícia Federal em Curitiba que personagens já bem conhecidos da Operação Lava-Jato, como o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró. A informação foi repassada por um delegado da PF que pediu para não ser identificado.

O policial explica que os presos com alguma ligação, como é o caso dos irmãos Gilson e João Gualberto Pereira e de Sergio Marçaneiro, são colocados em alas diferentes para que seja evitado o contato entre eles.

Na tarde desta sexta-feira, a PF ouviu pela primeira vez Marçaneiro. Gilson começou a prestar depoimento no fim desta tarde. Eles estão presos desde quinta-feira na delegacia da PF em Curitiba.

O outro sócio da empresa, João Gualberto Pereira, que se apresentou na delegacia da PF às 18h45 desta sexta, vai ser ouvido só segunda-feira, conforme o delegado.

O policial contou que Marçaneiro optou por falar no depoimento.

- Ele está apresentando a versão dele sobre os fatos - limitou-se a dizer.

Os sócios-proprietários e o diretor financeiro da Arxo são acusados pela PF de pagamento de propina, lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

A PF vai confrontar os depoimentos prestados por eles com a versão apresentada por uma ex-funcionária que trabalhava no departamento financeiro da empresa até novembro passado.


Os fatos que marcaram a operação:

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Operação Lava-Jato 06/02/2015 | 15h37

Sócios da empresa catarinense Arxo são acusados de propina, lavagem de dinheiro e tráfico de influência

Segundo o advogado da empresa, a acusação seria vingança de uma ex-funcionária que foi demitida em 2014 sob suspeita de desviar dinheiro da Arxo

Escândalo da Petrobras 05/02/2015 | 22h16

Apreensões da Lava-Jato em Balneário Piçarras acabam por volta das 20h30min desta quinta-feira

Os policiais deixaram a empresa com malotes e bolsas, contendo os documentos apreendidos

Escândalo da Petrobras 05/02/2015 | 17h25

Advogado da Arxo nega irregularidade nos contratos da empresa

Ele também negou que o dinheiro encontrado na empresa estivesse em um fundo falso de um cofre na sede da empresa, no Vale do Itajaí

Escândalo da Petrobras 05/02/2015 | 09h12

Empresa de SC é principal foco de investigações em nova etapa da Lava-Jato

Ao todo serão cumpridos 62 mandados no país, 26 deles em SC e o restante em SP, RJ e BA

O Sol Diário
Busca