Gaúcha encontrada machucada na Praia Brava em Itajaí sai do hospital - O Sol Diário
 
 

 
 

Recuperação13/03/2015 | 20h55

Gaúcha encontrada machucada na Praia Brava em Itajaí sai do hospital

Inquérito ainda não foi instaurado, mas Polícia Civil já ouviu a vítima e pessoas que a viram e socorreram na quarta-feira, quando foi encontrada

Gaúcha encontrada machucada na Praia Brava em Itajaí sai do hospital Marcos Porto/Agencia RBS
Local em que a mulher foi encontrada na manhã de quarta-feira Foto: Marcos Porto / Agencia RBS
A gaúcha de 31 anos encontrada machucada e desorientada na Praia Brava, em Itajaí, na quarta-feira de manhã já está em casa em Balneário Camboriú sob o cuidado de familiares que vieram do Rio Grande do Sul. Conforme a assessoria de imprensa do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen, ela recebeu alta na quinta-feira.

Leia mais:
::: Guarda-vidas relata socorro a mulher encontrada ferida na Praia Brava
::: Polícia vai investigar suspeita de estupro na Praia Brava em Itajaí
::: Insegurança preocupa moradores da Praia Brava em Itajaí 

A mulher estava caída em um terreno com mato alto, cercado por arame farpado na beira-mar do Canto Norte da Praia Brava, mais conhecido como Canto do Morcego, quando foi vista por uma mulher que passava de carro pelo local. Ela disse a um dos guarda-vidas que a socorreu que havia sido estuprada por três homens.

Investigação

Segundo o delegado regional da Polícia Civil em Itajaí, Maurício Pretto, a família contou que não tinha notícias da mulher há três dias.

O inquérito policial para investigar o que teria acontecido ainda não foi instaurado.

- Como se trata de suspeita de estupro e a vítima é maior de idade, cabe a ela representar (fazer a queixa formal) para que o procedimento seja instaurado - esclarece o delegado.

Apesar disso, Pretto explica que foi solicitada a perícia médica no corpo dela para apurar se houve abuso sexual e o exame toxicológico para verificar se a mulher fez uso de drogas ou álcool. O laudo toxicológico deve levar 40 dias para ficar pronto.

- As provas estão preservadas e as pessoas que a encontraram ou viram na praia estão sendo ouvidas - disse.

De acordo com Pretto, investigadores da Delegacia da Mulher de Itajaí estiveram com a vítima no hospital e, na tarde desta sexta-feira, foram até a residência dela em Balneário Camboriú para ouvi-la novamente.

O SOL DIÁRIO - O SOL DIÁRIO

Notícias Relacionadas

Violência no litoral 12/03/2015 | 20h32

Guarda-vidas relata socorro a mulher encontrada ferida na Praia Brava em Itajaí

Gaúcha de 31 anos foi encontrada com marcas de agressão em um terreno no Canto do Morcego

Violência 12/03/2015 | 14h35

Polícia vai investigar suspeita de estupro na Praia Brava em Itajaí

Mulher de 31 anos foi encontrada desorientada pelos guarda-vidas e com diversas escoriações

 
O Sol Diário
Busca