Insegurança preocupa moradores da Praia Brava em Itajaí - O Sol Diário
 
 

 
 

Violência12/03/2015 | 20h50

Insegurança preocupa moradores da Praia Brava em Itajaí

Gaúcha de 31 anos foi encontrada na manhã de quarta-feira ferida e desorientada em um matagal na beira-mar

Insegurança preocupa moradores da Praia Brava em Itajaí Marcos Porto/Agencia RBS
Moradores reclamam que parte da orla está às escuras Foto: Marcos Porto / Agencia RBS

Moradores e pessoas que trabalham na Praia Brava, em Itajaí, estão preocupados com a insegurança do local. Após uma mulher de 31 anos ter sido encontrada com indícios de estupro e desorientada na manhã de quarta-feira, o receio aumentou ainda mais.

— Eu fiquei bastante assustado, contei para a minha ex-namorada e para as minhas primas, para elas se cuidarem — disse o guarda-vidas Davi Reiser dos Santos, 28 anos, que quase teve o carro arrombado há duas semanas.

Leia mais:
::: "Entrei em choque, ver alguém naquela situação foi muito triste", conta guarda-vidas que socorreu mulher na Praia Brava em Itajaí
::: Polícia vai investigar suspeita de estupro na Praia Brava em Itajaí

Segundo ele, há duas semanas furtaram objetos de dois veículos estacionados próximo ao dele, mas na hora de arrombar o seu veículo, Davi acredita que os criminosos se atrapalharam e jogaram o objeto que usariam para quebrar o vidro em parte da lataria, que ficou amassada.

— A lagoa (que divide a Brava Norte da Sul) está bastante complicada, é muito frequentada por usuários de drogas. Não atacam ninguém porque ninguém mais vai lá, a presença deles intimida — relata.

O caseiro de uma casa noturna, que prefere não se identificar, também reclama da presença dos usuários de drogas e do som alto:

— Não tem nem como dormir às vezes. E é muita baixaria, sem falar na sujeira que deixam na praia na saída das baladas.

Outro problema é a escuridão em partes da orla. De acordo com Davi, do posto cinco dos guarda-vidas até a lagoa a beira-mar está às escuras, o que facilita ações criminosas.

O SOL DIÁRIO - O SOL DIÁRIO

Notícias Relacionadas

Mistério 12/03/2015 | 20h32

"Entrei em choque, ver alguém naquela situação foi muito triste", conta guarda-vidas que socorreu mulher na Praia Brava em Itajaí

Gaúcha de 31 anos foi encaminhada ao Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen

Violência 12/03/2015 | 14h35

Polícia vai investigar suspeita de estupro na Praia Brava em Itajaí

Mulher de 31 anos foi encontrada desorientada pelos guarda-vidas e com diversas escoriações

 
O Sol Diário
Busca