Quatro caminhoneiros são presos em operação conjunta da PRF e do Ibama em Itapema - O Sol Diário
 

Fiscalização10/08/2015 | 18h15

Quatro caminhoneiros são presos em operação conjunta da PRF e do Ibama em Itapema

Eles foram detidos em flagrante pelo crime de causar poluição

Quatro caminhoneiros são presos em operação conjunta da PRF e do Ibama em Itapema Marcos Porto/Agencia RBS
Composto químico Arla 32 fica em um tanque de plástico ao lado do tanque de conbustível do caminhão Foto: Marcos Porto / Agencia RBS

Quatro caminhoneiros foram presos e os veículos apreendidos durante uma operação conjunta da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Ibama para fiscalizar o uso do Arla 32 nos caminhões. A fiscalização foi realizada no posto da PRF em Itapema nesta segunda-feira.

O agente da PRF Paulo Demarchi explica que os caminhões são obrigados a ter um tanque para abrigar o Arla 32 desde 2012. O composto químico entra no escapamento dos caminhões e transforma óxido de nitrogênio (fumaça marrom que sai do escapamento) e que é nocivo à saúde humana, por ser cancerígeno, em nitrogênio e água.

No entanto, os caminhoneiros costumam burlar a lei utilizando um composto químico falsificado, adicionando água ao Arla 32 ou fazendo um ajuste no caminhão para que o Arla 32 não saia do tanque.

— A maioria descumpre a lei para reduzir custos — afirma Demarchi.

Segundo o agente, 20 litros de Arla 32 custam entre R$ 40 e R$ 50. Para cada 20 litros de diesel consumidos pelo caminhão, é utilizado um litro do composto.

Os motoristas foram presos em flagrante pelo crime de causar poluição. Eles foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Itapema e terão de pagar fiança de um salário mínimo para serem liberados, R$ 788.

Participaram da operação oito agentes da PRF e seis do Ibama.

O SOL DIÁRIO

O Sol Diário
Busca