Transporte coletivo de Florianópolis vai parar pela manhã e à tarde nesta sexta-feira, dia de greve geral  - O Sol Diário
 

Serviço29/06/2017 | 17h59Atualizada em 29/06/2017 | 18h05

Transporte coletivo de Florianópolis vai parar pela manhã e à tarde nesta sexta-feira, dia de greve geral 

Outros serviços como saúde e educação terão atividades suspensas 

Transporte coletivo de Florianópolis vai parar pela manhã e à tarde nesta sexta-feira, dia de greve geral  Marco Favero/Agencia RBS
Alguns manifestantes distribuíram panfletos em frente ao Ticen nesta quarta-feira Foto: Marco Favero / Agencia RBS
Hora de Santa Catarina
Hora de Santa Catarina

redacao@horasc.com.br

Os transporte público de Florianópolis vai parar em dois turnos nesta sexta-feira, dia de greve geral em todo o país. O sindicato dos motoristas e cobradores divulgou na tarde desta quinta-feira que o serviço não vai funcionar das 8h às 11h e das 15h às 17h do dia 30 de junho, sexta-feira. 

Inicialmente, a categoria havia definido por paralisar apenas durante a manhã. Vans e ônibus escolares e de turismo estarão neste horário fazendo o transporte de passageiros. Os veículos para quem vai ao sul da Ilha e continente saem do recuo em frente o Terminal Rita Maria. Para os usuários que seguem ao norte e leste, o transporte sai embaixo da passarela. Para a região central, saída em frente o Camelódromo.

Preço do transporte alternativo:
Continente e região central: R$ 5,00.
Sul, leste e norte: R$ 8,00.

A greve geral

Uma nova paralisação nacional está marcada para esta sexta-feira (30) contra o governo de Michel Temer e as reformas trabalhistas e da previdência social. Em Florianópolis, assim como no ato de 28 de abril, centrais sindicais farão manifestações durante o dia. Na última quarta, alguns manifestantes já distribuíram panfletos em frente ao Ticen.

Confira outros serviços que aderiram à greve: 

Prefeitura

De acordo com o sindicato dos servidores municipais de Florianópolis (Sintrasem), postos de saúde, creches e escolas municipais não terão atendimento, assim como obras e assistência social. O Sintrasem garante que as UPAs irão funcionar com 30% de efetivo, conforme manda a lei. Quanto à coleta de lixo, a Comcap fará uma assembleia na manhã da própria sexta-feira para votar a adesão ao movimento. A tendência é de paralisação total durante o dia.

Universidades

Os sindicatos dos funcionários da UFSC, Udesc e IFSC informam adesão à greve geral. A Udesc, no entanto, divulgou nota dizendo que mantém aulas e expediente na sexta, mas recomenda que os professores flexibilizem as atividades. 

Bancos
O Sindicato dos Bancários de Florianópolis e Região irá aderir à paralisação. No entanto, como não haverá adesão total da categoria, a entidade evita falar em fechamento de agências nesta sexta-feira.

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJogadores da Chapecoense ressaltam reação após sofrerem o gol https://t.co/Hm83ZKUSFDhá 4 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCom mudanças após a Copa, Chapecoense encara o Bahia na Arena Condá https://t.co/6GcSAmArkmhá 6 horas Retweet
O Sol Diário
Busca