"Vamos acionar a Interpol se necessário" - Segurança - O Sol Diário
 
 

 
 

Mistério17/04/2013 | 22h21Atualizada em 17/04/2013 | 22h21

"Vamos acionar a Interpol se necessário"

Em entrevista, delegado diz que vai prender o subtenente mesmo que precise acionar a Interpol

"Vamos acionar a Interpol se necessário" Divulgação/Polícia Civil
Imagens de agência bancária mostram subtenente realizando saque em Tapes (RS) Foto: Divulgação / Polícia Civil

O delegado Raphael Johann Giordani tem certeza de que o subtenente da Polícia Militar matou a namorada. Ele afirma que o casal tinha uma relação recheada de brigas e acredita que Ênio Sebastião de Farias passou dos limites num acesso de fúria e matou Hannelore Sievert. O delegado admitiu que o suspeito estava na rota para o Uruguai, mas garante que vai prendê-lo nem que precise acionar a Interpol.

Diário Catarinense — O senhor acredita em crime passional?
Raphael Johann Giordani —
Não dá para saber se foi passional ou um acidente seguido de ocultação de cadáver. Mas o casal vivia uma relação de amor e ódio. Brigavam e faziam as pazes. Numa briga, ele passou do limite e aconteceu... Foi um ataque de ira.

DC — E sobre os indícios de esquartejamento?
Raphael —
Ele tirou o braço e a perna. Na verdade, não a perna toda, mas sim na altura do joelho.

DC — O subtenente foi visto em Tapes (RS), a cerca de quatro horas de viagem de carro fronteira com o Uruguai. O senhor considera a possibilidade dele ter fugido para lá?
Raphael —
Não posso ignorar esta possibilidade. Mas vamos pegar o suspeito. Vamos acionar a Interpol se necessário.

DC — A Polícia sabe se ele alugou um carro ou se viaja de ônibus?
Raphael —
Uma linha de investigação aponta que viaja de ônibus, mas não revelo detalhes para não atrapalhar a investigação.

DC — Como o crime repercutiu em Imbituba?
Raphael —
A cidade tem menos de 50 mil habitantes e ficou chocada com a brutalidade do crime. O desaparecimento é o assunto mais comentado de Imbituba.

DIÁRIO CATARINENSE

Notícias Relacionadas

Mistério  17/04/2013 | 11h20

Corpo encontrado em Imbituba pode ser de policial militar desaparecido

Veículo do subtenente estava atolado em um lamaçal com manchas de sangue no porta-malas

Mistério  15/04/2013 | 20h32

Carro de policial militar desaparecido é encontrado com manchas de sangue, em Imbituba

PM e namorada continuam desaparecidos. Informações podem ser repassadas para os telefones 181 e (48)3255.0514

 

Veja também

O Sol Diário
Busca